Slider

ESC2023: Malta escolhe representantes para o Festival Eurovisão 2023 a 11 de fevereiro



Malta é o mais recente país a confirmar a participação no Festival Eurovisão 2023. O Malta Eurovision Song Contest 2023 contará com 6 galas, estando a Grande Final agendada para 11 de fevereiro.

Depois da eliminação em Turim, Malta voltará a apostar no Malta Eurovision Song Contest como final nacional para o Festival Eurovisão 2023. O anúncio foi feito pela emissora estatal do arquipélago esta manhã, com o país a tornar-se no 27.º país confirmado no concurso internacional do próximo ano, com as inscrições a decorrerem entre 17 e 31 de outubro.

Ao contrário dos anos anteriores, em que a competição apenas contou com uma semifinal e a Grande Final, o certame do próximo ano contará com seis galas. As 40 canções apuradas, que serão selecionadas por um júri interno e anunciadas em novembro, serão distribuídas pelas quatro galas da ronda dos quartos de final, que decorrerão a 13, 20 e 27 de janeiro e 3 de fevereiro. Cada gala terá 10 participantes com os 6 mais votados a apurarem-se para a semifinal de 9 de fevereiro, que contará com 24 participantes. Por fim, os 16 mais votados conquistarão o apuramento para a Final de 11 de fevereiro, onde o júri e o público, que votarão em todas as galas, decidirão os representantes de Malta no Festival Eurovisão 2023.

Aceda AQUI ao regulamento na íntegra

Ainda sem datas nem cidade anfitriã, o Festival Eurovisão 2023, que será sediado no Reino Unido, conta com um total de 27 países provisoriamente confirmados: Alemanha, Áustria, Bélgica, Chipre, Dinamarca, Espanha, Estónia, Finlândia, França, Geórgia, Grécia, Islândia, Israel, Itália, Letónia, Lituânia, Malta, Noruega, Países Baixos, Portugal, Roménia, Reino Unido, São Marino, Sérvia, Suécia, Suíça e Ucrânia. Por outro lado, Andorra, Eslováquia e Luxemburgo já confirmaram que não participarão no concurso internacional do próximo ano, enquanto a Bielorrússia e Rússia também ficarão de fora devido à suspensão imposta pela EBU/UER.

Estreante em 1971, Malta conta com 32 participações no Festival Eurovisão, sendo atualmente o país mais antigo a concurso sem qualquer vitória.  Em Turim, o país foi representado por Emma Muscat e "I Am What I Am", candidatura que ficou em 16.º (e antepenúltimo) lugar na semifinal com 47 pontos, fruto do 12.º lugar no júri (27) e o 15.º no público (20), falhando o apuramento para a Final pela primeira vez desde 2018.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter Instagram. Visite já!
Fonte: PBS / Imagem, Vídeo: EurovisionTv
1
( Hide )
  1. Anónimo01:06

    Um país tão pequeno e com 40 canções e tantas galas... Que exagero!

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.