ESC2022: Sanremo deseja receber o Festival Eurovisão 2022

 A cidade de Sanremo, que recebe o histórico Festival di Sanremo, quer receber o Festival Eurovisão do próximo ano.

A corrida pela organização do Festival Eurovisão 2022 já começou e várias cidades já manifestaram interesse em sediar o concurso internacional do próximo ano. Depois de Milão, Bolonha, PésaroRoma, TurimReggio EmiliaRiminiFlorença e Verona terem admitido entrar na corrida, também Sanremo manifestou interesse numa candidatura.

"Sanremo e o Festival Eurovisão estão ligados e acho apropriado, além de ser bastante interessante, que o Festival di Sanremo tenha a sua própria janela dentro do evento. A fórmula? Falaremos sobre isso com os organizadores e com a RAI no momento apropriado. A participação, sob qualquer forma, no Festival Eurovisão representa uma oportunidade que não queremos desperdiçar, principalmente depois da grave crise que afeta toda a cidade e todo o país" frisou Alberto Biancheri, presidente da Câmara de Sanremo, garantindo que a cidade entrará na corrida pela organização do evento do próximo ano.

No entanto, consciente da falta de um local adequado e da infraestrutura adicional circundante, Alberto Biancheri garante que a cidade merece um lugar de destaque no Festival Eurovisão 2022. De realçar que, em 1991, Sanremo era a escolha da RAI para receber o Festival Eurovisão no Teatro Ariston, tendo o evento sido transferido para Roma devido a preocupações com a segurança devido à Guerra do Golfo. Na altura, a RAI terá assinado um acordo com a cidade de Sanremo onde se comprometia a realizar a próxima edição do Festival Eurovisão na cidade, algo que Sanremo tentará usar na corrida pela organização do concurso de 2022.

Vencedores do Festival di Sanremo 2021, os Maneskin representaram Itália no Festival Eurovisão 2021 com "Zitti E Buoni", tendo alcançado o 1.º lugar na Grande Final com 524 pontos, fruto do primeiro lugar no televoto com 318 pontos e do quarto lugar no júri com 206 pontos.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix/ Imagem: ESCPortugal/ Vídeo: EurovisionTV 

 

6 comentários:

  1. Anónimo00:19

    Bem, ainda vai haver uma guerra civil em Itália com todas as cidades a quererem organizar a Eurovisão ;)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo07:59

    O que devia voltar era a orquestra ao vivo. Se em San Remo há orquestra, porque não pode haver no ESC? Ou muito me enganao ou essa será uma imposição fa Itália no próximo ano. Pessoalmente acharia fantàstico!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:15

      Credo

      Eliminar
    2. Anónimo12:51

      A Itália têm dinheiro para pagar a uma orquestra inteira para tocar todos os dias durante 1 mês?
      Lembrem-se que se houver orquestra ela vai ter que estar presente desde o momento em que os ensaios stand-in começam

      Eliminar
    3. Anónimo14:12

      O supervisor executivo disse que estão a pensar talvez equacionar a opção do regresso da orquestra.

      Eliminar
    4. Anónimo16:54

      Oh pá, tem toda a razão. Todos os anos penso nisso, se voltasse a orquestra seria mesmo brutal! Quando vejo aquelas orquestras enormes nos palcos anteriores, oh pá, tão bom, era outra coisa. Agora, modernidade tecnológica de mãos dadas com essa maravilha da tradição que era a existência de orquestra ao vivo. Seria mesmo fantástico, outra dimensão de bom! E tenho a certeza que aumentaria, em muito, quer a credibilidade quer a adesão.

      Eliminar