Montenegro: Conselho da RTCG ponderou boicote ao Festival Eurovisão 2019


Apesar de ter confirmado a participação em Telavive, o Conselho da RTCG ponderou, recentemente, um possível boicote de Montenegro ao Festival Eurovisão 2019 devido "às violações dos direitos humanos dos palestinianos".



Depois de ter confirmado publicamente a participação no Festival Eurovisão 2019, como pode recordar AQUI, o Conselho de Administração da RTCG reuniu-se para decidir o método de seleção do país para Telavive, mas o encontro quase resultou na saída do país da competição. Descrita como "uma reunião incomum" por Milan Radovic, membro do Conselho, os vários elementos da Administração da emissora montenegrina apresentaram as suas opiniões sobre a participação do país.

Milan Radovic afirmou que "inicialmente era a favor da participação de Montenegro"... mas decidiu votar contra a participação do país, afirmando que "Israel viola os direitos humanos dos palestinianos e os outros membros da EBU/UER devem ter isso em consideração". Outro dos membros do Conselho, Mimo Drašković, defendeu que os conflitos geopolíticos não deveriam ser "um limite para a música", apelando a uma pausa na participação no concurso, citando os maus resultados dos últimos dois anos como "uma experiência negativa". Contudo, Mimo concordou com a participação do país com a condição de que "o Conselho acompanhe de perto a seleção do representante".

Ivan Jovetic, chefe do Conselho de Administração, concordou com Milan Drašković, descrevendo a última participação como "uma experiência muito negativa", fazendo alusão à polémica com Vanja Radovanovic numa das conferências de imprensa do Festival Eurovisão 2018 (AQUI), defendendo que o próximo representante deve estar melhor preparado: "eles não se representam a si mesmo, mas a todo um país". Por fim, o Conselho de Administração votou a favor da participação do país, aprovando os planos para a seleção do Festival Eurovisão 2019 (AQUI), contando com a abstenção de Milan Radovic.

Estreante em 2007, Montenegro conta com 10 participações no Festival Eurovisão, conquistando apenas 2 apuramentos para a Grande Final: em 2014, Sergej Ćetković foi 19.º classificado e, em 2015, Knez conquistou o 13.º lugar em Viena. Em Lisboa, o país foi representado por Vanja Radovanovic e "Inje", falhando o apuramento para a Grande Final ao terminar em 16.º lugar com 40 pontos.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Escxtra / Imagem/Vìdeo: eurovision.tv

Sem comentários