[Casas de Apostas] Suíça: Gjon's Tears é agora o favorito a vencer a Eurovisão 2021


A Suíça saltou para o primeiro lugar nas casas de apostas. Portugal desceu 7 posições após a escolha de "Love Is On My Side".


A revelação de "Tout L'univers" agradou, e de que maneira, aos apostadores. A Suíça saltou para o primeiro lugar das casas de apostas, tendo agora uma hipótese de vitória de 12%. O pelotão da frente tem também uma cara nova: a Bulgária. Após a escolha de "Growing Up Is Getting Old", o país subiu para o 2.º lugar. França conseguiu segurar o 3.º lugar apesar de oscilar frequentemente. Em 4.º lugar está a Islândia, tendo caído da 1.ª posição, depois de ter sido revelado ilegalmente um excerto da canção na internet. A fechar o top 5 está Itália.

Portugal perdeu 7 posições desde a escolha dos The Black Mamba como representantes portugueses. Antes da final do Festival da Canção, Portugal estava em 19.º lugar. Encontra-se agora em 26.º mas as suas probabilidades de vitória continuam a diminuir em algumas casas de apostas. 


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovision-world / Imagem e Vídeos: Eurovision.tv

14 comentários:

  1. Anónimo22:10

    Já ganhou ponto, agora só veremos a luta pelo 2ºlugar e por ai.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:54

      Talvez em palco Gjon consiga surpreender, mas por agora acho que a Barbara Pravi têm mais probabilidades de vencer

      Eliminar
    2. Anónimo23:30

      Itália em 2017 também anunciaram vitória e olha o que aconteceu

      Eliminar
    3. Anónimo00:34

      Exactamente. E antes disso também ninguém esperava as vitórias da Conchita ou da Jamala nos respectivos anos!

      Eliminar
  2. Anónimo23:59

    Ainda a procissão vai no adro!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo01:53

    Não consigo para de ouvir!

    Espero que não desiluda em palco. Tudo o que precisamos é dele em pé, uma luz vermelha em cima, fumo a volta e na parte final seria muito bom ter chuva

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:41

      Vanessa Amorosi em 2020, na final nacional da Austrália,tinha um carro capotado em palco, será que a Suíça vai ter um também?

      Eliminar
  4. Anónimo07:32

    Huumm não. É engraçada mas não vai ganhar.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo14:46

    Ainda e muito cedo para dizer qualquer coisa, ha paises que ainda nao escolheram/revelaram suas cançoes e ainda nao sabemos como Sera No palco en roterdam, lembremos que a Suiça nao e muito querida

    ResponderEliminar
  6. Nunca há vencedores antecipados, a não ser que haja batota. Eu já tenho os meus favoritos mas por enquanto não digo porque ainda pode aparecer por aí alguma surpresa. Dizer que tenho favoritos não significa que esteja a pensar que um deles irá ganhar. Esse pormenor para mim é secundário, até poderá ganhar mas se assim for será apenas por coincidência.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo17:13

    Tínhamos uma, música à altura desta... NEEV... Mas continuamos a ser um país de "favores e conhecimentos"...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bonita canção a do Neev mas, depois de ouvida mais que uma vez, rapidamente se torna pouco memorável. Além de que, a atuação/voz não tem nada de especial. Pelo menos este ano, o Neev não merecia ganhar! Não sendo os Black Mamba, ainda teríamos a Carolina ou a Sara Afonso, qualquer das duas com excelentes canções, muitíssimo bem cantadas. Mas isto é apenas uma opinião, nada mais!

      Eliminar
    2. Anónimo04:45

      O Neev? A serio? Se ele tivesse sido elegido teria ficado muito opacado pelo Gjon´s Tears, lembrem-se que Suica e Portugal estao na mesma semifinal (a segunda) e que "Tout l'univers" comparte o mesmo concepto do "cancao tipo Arcade" do "Dancing in the stars" mas melhor producida

      Eliminar
  8. Não consigo compreender a semelhança entre " Arcade", "Dancing In The Stars" e "Tout L'Univers". Cada uma diferente no seu estilo e no significado do tema. Para mim a maior diferença ainda é que eu consigo gostar da música suíça mas da que ganhou já vai para 2 anos, nem pó, como soe dizer-se.

    ResponderEliminar