[Rumo a Roterdão] Efraim Leo: "Levo uma canção feliz, mas com uma letra bastante triste"



Efraim Leo faz, esta noite, a sua estreia no palco do Melodifestivalen 2021 com "Best Of Me". O cantor esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.


A Suécia continua, esta noite, a sua caminhada para o Festival Eurovisão 2021 com a quarta (e última) semifinal do Melodifestivalen 2021. Sete artistas estão na disputa pelo acesso à Grande Final do certame, com o público a ser o responsável por todos os resultados. O cantor Efraim Leo, estreante na competição, esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.

Apesar da jovem idade, Efraim Leo conta já com um percurso profissional bastante preenchido, com várias participações em países distintos, conforme o próprio contou ao ESCPORTUGAL: "Profissionalmente, comecei a compor música quando tinha 18 anos de idade. A primeira coisa que fiz, realmente importante, foi uma participação numa canção dos géneros dance e pop, com um DJ sueco chamado Marc, denominada “Show You The Light”. A canção foi lançada em todo o mundo e escalou para o 12.º lugar da tabela classificativa da Billboard, no género de dança. Foi, nesse momento, que a minha carreira começou. Depois disso, por algumas vezes, voei para Nova Iorque e para Los Angeles para compor música" recordou, frisando que o ano de 2018 foi muito importante na sua carreira artística, "Em 2018, lancei a minha canção de estreia, “You Got Me Wrong”. Mais tarde, ainda em 2018, seguindo The Vamps na sua digressão pelos estádios, fiz uma digressão pelo Reino Unido, onde as pessoas me davam alguns donativos. Cantei em 13 cidades por todo o Reino Unido, tanto para fãs como para outras pessoas que estavam a assistir aos espetáculos. Foi isso que, realmente, despertou a minha paixão pelas atuações ao vivo. Mais tarde, regressei a casa, na Suécia. Atuei em alguns grandes palcos e lancei o meu primeiro álbum, “Timing”. ".

Confrontando com o Melodifestivalen, o cantor garante que sempre assistiu ao concurso na sua vida: "Cresci a assistir, com a minha família, ao Melodifestivalen e ao Festival Eurovisão. É difícil dizer qual é a minha primeira memória desses espetáculos. Contudo, sempre estiveram presentes e são espetáculos que, realmente, adoro." explicando que, a participação em 2021, se deveu a tal facto, "Bem… Adorei assistir, desde sempre, ao Melodifestivalen. Era algo onde, realmente, queria participar. Este ano parecia ser o momento. A canção é, para mim, muito especial. Por isso, quando fui convidado a participar, apenas tive de dizer que aceitava.".

A estreia no certame acontecerá com "Best Of Me", tema que descreve como "de uma música feliz, mas com uma letra triste. É uma canção que está relacionada com a dificuldade em deixar e esquecer alguém que se ama mas, ao mesmo tempo, saber que, para a pessoa, não é a melhor coisa a fazer.", revelando que fará uma "atuação muito limpa e enérgica, sem deixar de lado uma vibração moderna". No entanto, em caso de vitória, o cantor admite que não fará alterações: "Estou muito feliz com a canção e a encenação que tenho".


Questionado sobre as medidas de segurança impostas pela SVT, Efraim Leo defende que a emissora sueca tomou a melhor decisão possível: "Penso que a decisão seja a mais acertada. Ainda que seja muito triste não ter público presente, fico feliz que, mesmo assim, o Melodifestivalen continue a realizar-se.".

Por fim, desafiámos o cantor a tentar explicar a fórmula de sucesso da Suécia para os resultados no Festival Eurovisão: "Apenas posso especular… Mas sei, por experiência própria, que temos aqui, na Suécia, alguns grandes compositores. Para além disso, como a música é extremamente importante, provavelmente, esses factos desempenhem um grande papel." frisou, despedindo-se com a promessa que irá ", aprender mais sobre Portugal e a vossa história no Festival Eurovisão".

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários