[Rumo a Roterdão] Gabrielius Vagelis: "Participar é muito desgastante... mas vale todo o esforço"


Gabrielius Vagelis está de regresso à corrida para representar a Lituânia no Festival Eurovisão com "My Guy". O artista esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.


A Lituânia é um dos países que optou pela realização da sua final nacional para o Festival Eurovisão de 2021, com o Pabandom iš naujo a contar com a participação de 22 artistas entre duas eliminatórias, uma semifinal e a Grande Final, agendada para 6 de fevereiro. Depois de Rapolas Meskauskas, o ESCPORTUGAL, na rubrica Rumo a Roterdão, esteve à conversa com Gabrielius Vagelis, candidato que regressa, este ano, ao concurso, disputando a segunda eliminatória.

"A minha carreira a solo começou quando tinha 16 anos e fui finalista na versão lituana do The Voice. Foi logo aí que surgiu a minha primeira participação na final nacional para o Festival Eurovisão. Este ano será a minha quinta" começou por referir Gabrielius Vagelis ao ESCPORTUGAL, destacando também os seus mais recentes lançamentos, "Também participei no The Four, sendo o artista que mais tempo ficou na cadeira durante o programa. Há um ano e meio, lancei o meu primeiro álbum a solo e, neste último outono, lancei um novo EP".

Com cinco participações na final nacional lituana, Gabrielius Vagelis recorda, com especial carinho, a atuação ao lado de Ieva Zasimauskaite, representante da Lituânia no Festival Eurovisão em Lisboa: "Naquela altura o Pabandom is Naujo não parecia tão grande como é agora... Diverti-me tanto naquele palco. Naquele ano participei com duas canções e uma delas foi em dueto com a Ieva. Éramos tão jovens!" recordou, frisando que a participação na edição de 2021 não estava nos seus planos, "A ideia de regressar surgiu do nada... Escrevi a canção e pensei que a devia submeter. Tinha dito a mim mesmo que não iria participar depois do ano passado... Mas mudei de ideias. É um processo desgastante mas, no fim, vale todo o esforço".

O cantor defenderá "My Guy", composta pelo próprio, descrevendo o tema como "cativante, com bom ritmo e uma melodia memóravel", destacando também que "tem o que acho que é realmente importante: uma boa vibe e emoção, factores que fazem com que as pessoas queiram ouvir tudo novamente". Questionado sobre a atuação em palco, Gabrielius revela que "será elegante e simples", repetindo o que aconteceu nas anteriores participações, "como já esperam, a minha roupa irá mostrar muito da minha personalidade".

As participações anteriores no concurso, onde tem como melhor resultado o 5.º lugar alcançado nas edições de 2013 e 2017, terão grande peso na prestação deste ano: "Olho sempre para as participações anteriores como momentos agradáveis. Adoro cantar e estar no palco (...) Mas estava nervoso em todas. Desta vez, quero manter o nervosismo fora da minha cabeça". 

Em caso de vitória, Gabrielius Vagelis garante que "não mudarei nada na cação porque está tudo feito na forma que deveria ser", lamentando a possibilidade de atuar para uma plateia vazia: "Se não houver outra opção, não me importo que seja assim. Claro que acredito que a sensação de haver público presente é a principal razão porque gostam tanto do palco da Eurovisão. Contudo, ser ouvido por uma quantidade tão grande de pessoas já seria uma enorme honra".

Questionado sobre o Festival Eurovisão, Gabrielius Vagelis lamenta que a Lituânia nunca tenha enviado a canção certa para vencer o concurso: "Talvez nunca tenhamos enviado a canção que pudesse ganhar e tocar no coração das pessoas. E realmente espero que este seja o nosso ano" defendeu, dando como exemplo a canção portuguesa "Amar Pelos Dois", "O vosso vencedor, Salvador Sobral, é impossível de esquecer. Ele mostrou como a emoção pode vencer. Para mim, em qualquer canção de qualquer género, é fulcral haver emoção. Se ela estiver lá, a canção é boa". Relativamente a Portugal, Gabrielius admite que uma viagem a Portugal faz parte dos planos futuros: "Nunca tive a oportunidade de visitar Portugal. Mas adoraria, especialmente uma ilha sobre a qual ouvi falar muito bem: a ilha da Madeira".

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários