[VÍDEO] ESC2021: ANXHELA PERISTERI E "KARMA" SÃO OS REPRESENTANTES DA ALBÂNIA EM ROTERDÃO

 

A Albânia já escolheu os seus representantes para o Festival Eurovisão 2021. "Karma" e Anxhela Peristeri venceram o Festivali i Këngës 59 e representam o país em Roterdão.


A emissora albanesa RTSH já escolheu os seus representantes para o Festival Eurovisão 2021. Anxhela Peristeri e "Karma" foram os vencedores do Festivali i Këngës 59 e são os representantes do país no concurso internacional em Roterdão. Sardi Strugaj e Festina Mejzini conquistaram o segundo e o terceiro lugar da competição, respetivamente, enquanto as favoritas Inis Neziri e Era Rusi ficaram de fora do pódio.

Aceda, de seguida, aos resultados do certame:

1.º "Karma"- Anxhela Peristeri
2.º "Kam me t’ba me kajt"- Sardi Strugaj
3.º "Kush je ti dashuri"- Festina Mejzini


  
Estreante em 2004, a Albânia participou por dezasseis ocasiões no Festival Eurovisão, tendo disputado a grande final em nove edições. O melhor resultado remonta a 2012 quando o país foi representado por Rona Nishliu e o tema Suus, terminando na 5.ª posição da final. Em Telavive, Jonida Maliqi e "Ktheju tokës" representaram a Albânia, alcançando o 17.º lugar na Grande Final com 90 pontos, nenhum deles oriundo de Portugal. Em 2020, Arilena Ara representaria o país com "Fall From The Sky".
 


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTSH/ Imagem: Google /Vídeo: Eurovisiontv

4 comentários:

  1. Está aprovada. Grande elenco, ela uma grande mulher, eles os matulões que rastejam a volta dela e a veneram. A música tem o estilo arabesco que é bastante conhecido. Penso que tem hipóteses de singrar no concurso da Eurovisão, se se apresentar da mesma forma exuberante como aparece aqui neste vídeo. Tem os meus 10 pontos.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:24

    Boa musica e com potencial para uma atuação muito melhor em Roterdao. Parabéns Albania

    ResponderEliminar
  3. Anónimo01:55

    Tão mau que podia ser uma música concorrente de Portugal nos anos 2000...

    ResponderEliminar