"Anda Estragar-me os Planos" (novamente) em destaque no 'The Voice Portugal'


A canção "Anda Estragar-me os Planos", finalista do Festival da Canção 2018, esteve em destaque na última gala do 'The Voice Portugal'.

Íris Silva, uma das participantes do The Voice Portugal, interpretou, na primeira Gala ao Vivo, a canção "Anda Estragar-me Os Planos", tema composto por Francisca Cortesão e Afonso Cabral para Joana Barra Vaz defender no Festival da Canção de 2018. A cantora, que integra a equipa de António Zambujo, conquistou o apuramento para a fase seguinte, ao ser a mais votada pelo público.


Na edição passada do formato, a canção esteve também em destaque na fase das Galas ao Vivo, na voz de Michael Cranmer, da equipa de António Zambujo, tendo acabado fora dos lugares de acesso à Final do concurso.


"Anda Estragar-me Os Planos" foi composta por Francisca Cortesão e Afonso Cabral para o Festival da Canção 2018, tendo sido interpretada por Joana Barra Vaz. A canção conquistou o apuramento para a Grande Final na quinta posição, tendo alcançado o 7.º lugar em Guimarães com 7 pontos, todos oriundos da votação do júri.



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTP / Imagem: Google /Vídeo: RTP

5 comentários:

  1. Anónimo23:21

    esta musica devia ter tido outra cantora no festival... é uma obra de arte.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo05:04

    A canção é bem bonita mas o staging no Festival foi péssimo, a direção de camera sem criatividade, e a Joana com uma linda voz mas pouco presença em palco e vestida para ir trabalhar para o escritório. O Festival da Canção precisa mesmo mais criatividade nas apresentações das canções. O júri estava certo em atribuir pontos para a canção, mas o publico ficou um pouco frio an apresentação e não deu valor a esta joia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo! O staging em 2018 foi um dos piores dos últimos anos especialmente comparado com 2019 e 2020.

      Eliminar
    2. Anónimo20:26

      e com um dos melhores palcos!

      Eliminar
    3. Anónimo23:43

      O problema não foi o staging, foi ter uma cantora sem carisma no FdC e isso se demostra no feito que a versão que fez Salvador Sobral já tem 1 milhão de streams no Spotify (e se não tivesse sido por ele a canção teria ficado totalmente esquecida)

      Eliminar