ESC2021: Imprensa avança com nova escolha de Chipre para o Festival Eurovisão 2021


A imprensa cipriota avançou que o cantor Sandro Nicolas não será convidado para representar Chipre no Festival Eurovisão 2021.

Segundo a revista TV Mania, a emissora estatal de Chipre decidiu que não convidará Sandro Nicolas para representar Chipre no Festival Eurovisão 2021, depois do cancelamento do concurso de 2020. A questão da escolha do cantor foi discutida pelo Conselho de Administração da CyBC, com a emissora a optar pela seleção de um novo artista para 2021. Contudo, até ao momento, a emissora e o artista ainda não fizeram nenhuma declaração sobre o assunto que, a confirmar-se, será o primeiro artista escolhido internamente para 2020 a ser declinado para 2021.
 
Escolhido internamente pela emissora cipriota CyBC, o cantor alemão, de ascendência grega e americana, defenderia "Running" no Festival Eurovisão 2020, canção que estaria a concurso na primeira semifinal.


Estreante em 1981, Chipre participou em 36 edições do Festival Eurovisão, falhando o apuramento para a grande final em seis ocasiões. Com a vitória de Salvador Sobral por Portugal, o país tornou-se o país com maior número de participações e sem nenhuma vitória. Depois do segundo lugar em Lisboa, Chipre foi representado por Tamta e "Replay", canção que terminou em 13.º lugar com 109 pontos, nenhum deles oriundo de Portugal.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix/ Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

2 comentários:

  1. Anónimo21:53

    Fica um pouco mal porque eles viram que o Sandro não criou o hippe que pretendiam, acho que merecia uma segunda oportunidade

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:55

      Sim mas da para ver que e um bom cantor. A musica e que e musica de elevador e nao diz muito na Eurovisao. Se eles lhe derem uma boa musica pode criar hipe. Na minha opiniao as capacidades vocais dele sao melhores que do Hovig ou da Tamta...

      Eliminar