[VÍDEO] Israel: Eden Alene canta "Feker Libi" no Festival Eurovisão 2020


A cantora Eden Alene defenderá "Feker Libi" no palco do Festival Eurovisão 2020, marcando a estreia da língua amárica no concurso internacional.

Depois da escolha de Eden Alene para o Festival Eurovisão 2020 através do HaKokhav HaBa L'Eurovizion, a emissora estatal KAN realizou, esta noite, o HaShir HaBa L'Eurovizion 2020, gala onde foi escolhida a canção representante do país em Roterdão.

A apresentação do concurso esteve a cargo de Lucy Ayoub, apresentadora do Festival Eurovisão 2019, com "Feker Libi" a vencer a transmissão com a votação máxima do público e o segundo lugar no júri. A canção é interpretada em inglês e em amárico, sendo a estreia da língua no Festival Eurovisão, com a canção a contar também com frases em árabe e hebraico.


Estreante em 1973, Israel participou em 41 ocasiões na Eurovisão, totalizando quatro vitórias: 1978, 1979, 1998 e 2018. Depois da vitória em Lisboa, Kobi Marimi e "Home" representaram o país em Telavive, tendo ficado em 23.º lugar com 35 pontos, não tendo recebido nenhuma pontuação dos jurados internacionais.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: KAN/Imagem: Google / Vídeo: eurovision.tv

10 comentários:

  1. Anónimo22:09

    Gosto. E mais uma lingua de volta

    ResponderEliminar
  2. Anónimo22:12

    Vi a versão ao vivo e não acho que ela tenha uma boa voz...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:22

      A eurovision não é um concurso principalmente de canto, é sim principalmente de canções.
      Por isso seu nome! Festival da canção.

      Eliminar
    2. Anónimo00:00

      Desculpa, esqueci-me que não é preciso saber cantar para chegar à final
      *cof* Serhat *cof*

      Eliminar
    3. Anónimo11:38

      Mas tenho a impressão que as canções são cantadas...
      Há cada idiota

      Eliminar
  3. Anónimo22:58

    O Doron Medalie ou lá como se chama tem mesmo de ter mão em quase todas as canções que Israel manda? Nossa Senhora... Roots era muito melhor

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23:24

    Faz-me lembrar a Stella Mwangi da Noruega em 2011 com Haba Haba

    ResponderEliminar
  5. Anónimo20:41

    Eu não gosto desta. E na minha opinião a vencedora não está aqui.

    ResponderEliminar