[ZONA DE DISCOS #124] Diogo Piçarra - "South Side Boy"


Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai no novo disco de Diogo Piçarra.
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.


Lançamento: 29 de novembro de 2019
Nota: 8/10
Se quisermos escrever a história recente da música portuguesa, Diogo Piçarra é talvez o mais forte e mais consiste nome da produção nacional dos recém terminados anos 10’s. Se começou por fazer mossa nos “Ídolos”, em 2012, “Espelho” (2015) carimbou o sucesso discográfico e “do=s” (2018) consolidou o seu nome.
“South Side Boy”, lançado no final de 2019, é a crença e a perseverança numa linguagem pop que se apresenta em perímetros universais e modernos, num horizonte com potencial de nível internacional mas que continua a optar, apesar do título do álbum, por transmitir a sua mensagem em português.
No que toca ao campo das letras, muitas delas revestem – como tem vindo a ser seu apanágio – um misto de taciturnidade e introspeção - “As palavras doem mais do que tudo o resto” (“Água turva”) ou “são 6 da manhã e só penso na vida” (“Diferente”). Se algumas reflexões filosóficas intemporais servem de inspiração para as letras de Diogo Piçarra, no jogo sónico o jovem artista impressiona. “Noites” é um dos temas em que a pujança do som nos prende o ouvido. O single “Coração”, por seu turno, tem a tónica apelativa no refrão em harmonia com a letra e arranjos, acontecendo o mesmo, por exemplo, com “Diferente”. Em “Escuro”, um dos nossos temas preferidos, Diogo oferece-nos a melhor desempenho vocal deste novo álbum.
Diogo Piçarra poderá ainda chegar a outros públicos através das distintas participações de Carolina Deslandes, em “Anjos”, e Lhast, em “Cedo”.
Com “South Side Boy” vemos Diogo Piçarra a dar continuidade à sua linguagem musical. Uma postura na música que, para já, lhe possibilitou  chegar ao #1 da tabela de vendas em Portugal com todos os álbuns.
Para os não tão familiarizados com o seu trabalho, poderá, no entanto, haver uma sensação de “nada de novo”, comparativamente àquilo a que Piçarra nos tem habituado. “South Side Boy”, afirmamos nós, não apresenta um corte com o passado, mas continua a limar uma identidade artística que nos deixa curiosos para o que virá a seguir. “Já não sou o mesmo” afirma Diogo Piçarra no final do disco, em “Normal”.

Vídeos promocionais
Coração

Anjos ft. Carolina Deslandes

Cedo ft. Lhast

Alinhamento
South Side Boy
Noites
Coração
Diferente
Escuro
Sul
Anjos ft. Carolina Deslandes
Água turva
Cedo
Normal

Temas destacados por Carlos Carvalho: “Coração” e “Escuro”


A ver

Diogo Piçarra feat Carolina Deslandes - "Anjos" | The Voice Portugal 2019

Pode ouvir o disco AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários