[ZONA DE DISCOS #123] Tajci & Sanya - "Where or When"

Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai no novo disco de Tajci.
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.


Lançamento: 06 de outubro de 2019
Nota: 7,5/10

O tempo voa e em 2020 assinala-se o 30º aniversário de “Hajde da ludujemo”, o tema que jogou em casa, na antiga Jugoslávia, e que foi defendido energeticamente e com primor vocal, numa atuação perfeita (sem qualquer tipo de exagero) pela jovem Tajči.
Estrela pop de primeira liga, 21 anos e dois álbuns na sua discografia, “Hajde Da Ludujemo” (1990) e “Bube U Glavi” (1991). O sucesso era absoluto mas Tajči não se revia na engrenagem pop e abandona a carreira no auge do seu sucesso.
A guerra na Jugoslávia também poderá ter contribuído para ter trocado a Croácia pelos Estados Unidos da América mas o sucesso que Tajči era o verdadeiro, o da realização pessoal.
30 anos depois e com um novo percurso que começou a meados dos anos 90, Tajči é apresentada uma artista que combina música, discursos inspiradores de modo a permitir a descoberta do amor próprio e ajuda ao próximo. Se procurarem “Tajči – Waking up in America”, terão uma ideia exata do que se trata. Pelo meio, há várias edições de música cristã e um álbum pop (pop jazz, country, gipsy), falamos recomendável “Awaken” (2014).
Em 2019, surge “Where or When”, o primeiro álbum gravado a meias com a sua irmã Sanya Mateyas.
Para quem tem acompanhado a carreira de Tajči, estará bem consciente do seu valor e versatilidade musical e este novo disco é mais um passo na heterogeneidade artística. Em “When or when” Tajči e Sanya revistam temas que fazem parte da história da música mundial, canções que na sua maioria foram originalmente gravadas entre os anos 20 e 70 do século XX e que foram gravadas por vozes imortais.
O alinhamento é composto por 11 temas e o reportório parece ter sido escolhido a dedo. Desde “I Can't Give You Anything but Love”, popularizado por Billie Holiday, em 1936, a “Over the rainbow”, de “O Feiticeiro de Oz” (1939), não esquecendo “Imagine”, de John Lennon (1971), assistimos em “Where or when” as duas irmãs desfilando graciosamente, técnica e emocionalmente, ajudadas pelos arranjos jazzísticos de Jeff Steinberg.
Este disco está ser a salvo de digressão intensiva por vários pontos dos Estados Unidos da América, com sucesso assinalável, como é comprovado pelas várias fotos publicadas nas redes sociais de Tajči.
“Where or when” transmite intemporalidade mas não esqueceu composições do século XXI, o qual é representado por um dos temas mais famosos deste novo milénio, “You raise me up”, composto e originalmente lançado pelos Secret Garden, em 2001.

Temas em destaque
Tajci & Sanya Mateyas “What a Wonderful World”

Sanya Mateyas “You Raise Me Up”

Tajci “Over the Rainbow”

Alinhamento
Tajci - I Can't Give You Anything but Love
Tajci & Sanya Mateyas - Sentimental Journey
Tajci - Where or When
Sanya Mateyas - La Vie En Rose
Tajci - Over the Rainbow
Sanya Mateyas – Imagine
Tajci & Sanya Mateyas - Fly Me to the Moon
Tajci - You Must Believe in Spring
Tajci & Sanya Mateyas - Crazy (feat. David Langley)
Sanya Mateyas - You Raise Me Up
Tajci & Sanya Mateyas - What a Wonderful World 

A ver

Tajci - Waking Up in America (Live)


Becoming a Fashion Designer in NYC (with Sylvio Kovacic)

Pode ouvir o disco AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários