Suécia: Ann-Louise Hanson, Margaret e Magnus Carlsson apontados ao Melodifestivalen 2019


Segundo a imprensa sueca, Ann-Louise Hanson, Margaret e Magnus Carlsson estão entre os selecionados para o Melodifestivalen 2019.

Depois da SVT ter anunciado uma conferência de imprensa para revelar o nome do(s) apresentador(es) do certame, conforme pode recordar AQUI, o jornal Aftonbladet avançou com mais três nomes que, supostamente, estarão a concurso no Melodifestivalen 2019: Ann-Louise Hanson, Margaret e Magnus Carlsson.

Considerada uma lenda do schlager, Ann-Louise Hanson poderá bater o recorde... que já lhe pertence. Entre 1963 e 2004, a cantora conta com 13 participações em 11 edições distintas do certame, sendo a recordista de participações do Melodifestivalen, apesar de nunca ter vencido a competição (o melhor resultado foi o quarto lugar em 1966, 1969 e 1974). Segundo a publicação, Josefin Glenmark, filha da cantora, estará envolvida na canção que defenderá no certame, depois de ter estado na equipa de composição de "A Bitter Lullaby", tema que Martin Almgren (8.º) defendeu em 2018.



A primeira estrangeira a disputar a Final do Melodifestivalen desde 2005, Margaret também terá sido convidada pela SVT para repetir a participação no concurso sueco. Segundo a fonte do Aftonbladet, "Ela foi um grande sucesso, apesar da SVT não ter acreditado inicialmente (...) Agora depende se ela acha que a participação é o caminho a seguir por mais um ano". Depois de ter participado na final nacional da Polónia em 2016, onde terminou em segundo lugar, Margaret disputou o Melodifestivalen em 2018, terminando em 7.º lugar com "In My Cabana", depois de ter conquistado o apuramento através do Andran Chansen.




Também Magnus Carlsson, antigo membro das bandas Barbados e Alcazar, está a ser apontado ao Melodifestivalen 2019. Segundo o jornal, Magnus e a SVT já chegaram a acordo sobre a participação, que apenas acontecerá se o cantor encontrar a canção certa para o concurso. Com oito participações no evento (é o 4.º artista com mais participações na história), Magnus tem como melhor resultado o segundo posto alcançado em 2000 e 2001 com o grupo Barbados; em 2015, ano da sua última participação, Magnus chegou ao nono lugar na final com "Möt mig i Gamla Stan".



Estreante em 1958, a Suécia conta com 58 participações no Festival Eurovisão, sendo um dos países com melhores resultados da história com 6 vitórias no curriculum. Em Lisboa, o país foi representado por Benjamin Ingrosso e "Dance You Off", terminando em 7.º lugar com 274 pontos, resultante do 2.º lugar no júri e do 23.º lugar no televoto. 


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Aftonbladet/ Imagem: Google / Vídeo: Youtube

2 comentários:

  1. Anónimo21:23

    Nao percebo a Margaret.. Em vez de tentar representar o proprio paos vai para a Suecia. Os polacos deviam eram deixar de ouvir as musicas dela ja que ela prefere ouvintes suecos

    ResponderEliminar
  2. Marguerritta10:57

    Ai não! A Margareta outra vez? Puff!

    ResponderEliminar