“As músicas que os vinhos Dão” celebrou a tradição nas bodas de prata da Feira do Vinho Dão. Um musical que surpreendeu pela qualidade do texto, das canções, do elenco, das danças e das tradições recriadas em forma de festa. O ESCPORTUGAL esteve em Nelas. 


Nelas assume-se como sendo o “coração” da região demarcada do Dão, não apenas pela sua localização geográfica, mas também porque se trata do concelho que mais vive este vinho, celebrando-o anualmente naquele que é o maior evento do género da região. A Feira do Vinho do Dão, que enche a Praça do Município e ruas adjacentes de Nelas com mais de uma centena de tendas e expositores, tem também um apurado programa de animação, cujo ponto alto é um teatro musical - “As músicas que os vinhos Dão”. Este teve a sua primeira edição em 2014 e, desde então, apresenta anualmente um novo capítulo dessa trilogia. Se na edição de 2015 uma das principais artistas presentes foi Yola Dinis, em 2016 foi a cantora Anabela que assumiu o papel de convidada especial.

“As músicas que os vinhos Dão” foi, assim, uma viagem às Terras do Dão. Muita música, muita cor, muita dança e um fantástico elenco de vozes juntaram-se para, alegremente, cantarem o Dão. O fundo musical era, na sua maioria, bem nosso conhecido, mas as letras foram escritas propositadamente para a ocasião, com autoria de Sandra Viegas Leal.




A figura central desta história é o taberneiro. Este abriu as portas do seu espaço e recebeu, de coração cheio, o povo cansado, mas orgulhoso da vindima. Entre brindes, discussões, alegrias e confissões, a taberna viveu também diferentes histórias de Amor... até ser dia: o amor impossível, o amor perdido, o amor secreto e, claro, o amor pelo Dão. Do elenco de mais de 50 atores, cantores, músicos e bailarinos, destaca-se então as presenças de Artur Marques e Márcia Borges (o taberneiro Antero e a mulher Graciosa). Anabela foi Belinha do Dão. Sofia de Castro foi a mendiga, proporcionando a todos um momento mágico. André Henriques no papel de Fígaro. Inesquecível. O ator Carlos Martins foi Agostinho. Uma grande voz! Joana Leal cantou “A Desfolhada Portuguesa”, célebre canção interpretada por Simone de Oliveira, mas aqui com uma letra dedicada aos 25 anos da Feira do Vinho do Dão. Os fadistas Cátia Garcia e Francisco Sobral, acompanhados pelos guitarristas Samuel Cabral e Paulo Carvalho, cantaram o fado e à desgarrada. As tradições ancestrais presentes na arte cénica e na religiosidade, com muita tradição e fé (onde se destacou a procissão ao som de "Avé Maria" cantada por Anabela). 


A produção foi da ContraCanto Associação Cultural, entidade sem fins lucrativos sediada neste concelho e que é presidida por António Leal. Leal foi, nesta peça, também o encenador. Se não associa o nome, recordamos que António era, nos anos 90, mais conhecido como Tó Leal, presença regular na televisão nos programas do Júlio Isidro e também no Festival da Canção onde participou em 5 edições – em 1988, 1991, 1993, 1996 e 1999. “Já me deixei de cantorias”, afirmou Tó Leal ao ESCPORTUGAL. Envolver jovens da terra na magia do teatro é agora o seu desafio. Na associação que preside, são três os cursos que são ministrados: teatro musical, ballet e contracantinho, para os mais pequeninos. Neste musical, os jovens atores alunos desta associação tiveram um papel fundamental no decurso de toda a produção.

A Praça do Município de Nelas encheu nas três apresentações deste musical. É muito gratificante verificar que nem só nas grandes cidades se produz teatro com qualidade. E Nelas é grande ao apostar, desta forma, na Educação pela Cultura. 

 Veja o vídeo do ESCPORTUGAL com alguns dos momentos do musical. O vídeo, desde que foi carregado no facebook rapidamente atingiu as 7500 visualizações: 




Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / imagemESCPORTUGAL / Vídeo: FACEBOOK ESCPORTUGAL

5 comentário(s):

  1. Ricardo Alves23:22

    Anabela tem uma voz e rouxinol (f)

    ResponderEliminar
  2. Anónimo08:28

    Está brutal!! Parabens a todos os envolvidos

    ResponderEliminar
  3. Anónimo11:38

    Muito bom o esc Portugal estar presente nestes eventos. Nunca Gostei de ver o ESC e o FC como um guetto ou um mundo aparte.

    ResponderEliminar
  4. Rui Ramos01:45

    Anabela tem uma voz unica. Já a vi em musicais e nota-se que se sente como peixe na água

    ResponderEliminar
  5. Anónimo13:19

    Nelas, a minha terra (f)

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top