Slider

Governo de Israel contactado pela EBU/UER devido a "ameaças à integridade e independência" da KAN


 O diretor-geral da EBU/UER Noel Curran enviou uma carta ao primeiro-ministro israelita Benjamin Netanyahu manifestando as suas preocupações com "as ameaças à integridade e independência" da emissora estatal de Israel.

Dias depois da ratificação do novo governo liderado por Benjamin Netanyahu, que já liderou o governo do país entre 1996 e 1999 e entre 2009 e 2021, a União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER), na pessoa do seu diretor-geral Noel Curran, contactou o governo israelita manifestando as suas preocupações com as "ameaças à integridade e independência" com a sua associada KAN.

"Notícias e informações independentes formam um componente integral das organizações de media de serviço público e fazem uma contribuição fundamental para o pluralismo dos media em democracias (...) Tendo em conta o interesse do público, que financia diretamente a emissora KAN, confiamos que o novo governo salvaguardará a independência da KAN e permitirá que continue a cumprir a sua missão na sociedade democrática" pode ler-se no comunidado enviado pela EBU/UER à KAN, depois do novo ministro das Comunicações, Shlomo Karhi, conhecido pela sua retórica inflamada, ter apelado ao fecho da emissora pública KAN por não concordar com o financiamento público de estações televisivas.

Caso a emissora estatal KAN pare de transmitir boletins noticiosos, a emissora perde automaticamente a sua elegibilidade de pertencer à União Europeia de Radiodifusão (EBU/UER), colocando Israel fora do Festival Eurovisão. De realçar que, em 2017, o anterior governo israelita ponderou o fim da componente informativa da emissora abandonando as negociações, em 2018, com a ameaça da EBU/UER em retirar o direito de organização do país do concurso do ano seguinte. Anteriormente, a emissora IPBC foi encerrada depois da EBU/UER acusar a emissora de financiar políticos, com o encerramente a acontecer dias depois do Festival Eurovisão 2017, transmissão assegurada por uma pequena equipa da emissora estatal de então.

Estreante em 1973, Israel participou em 43 ocasiões na Eurovisão, totalizando quatro vitórias: 1978, 1979, 1998 e 2018. Vencedor do X Factor Israel, Michael Ben David foi escolhido para representar Israel no Festival Eurovisão 2022 com o tema "I.M". Em Turim, a candidatura israelita não foi além do 13.º lugar na semifinal com 61 pontos, fruto do 11.º lugar no júri (34 pontos) e o 13.º no televoto (27 pontos). Em Liverpool, o país será representado por Noa Kirel, a primeira artista selecionada para o concurso deste ano.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter Instagram. Visite já!
Fonte: EBU/UER/ Imagem/Vídeo: Eurovision.tv
0

Sem comentários

Enviar um comentário

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.