Slider

ESC2023: Coros pré-gravados permitidos no Festival Eurovisão 2023

 

Pelo terceiro ano consecutivo, a EBU/UER permitirá coros pré-gravados no Festival Eurovisão 2023. 

Depois da alteração do regulamento do Festival Eurovisão ter sido justificada com a pandemia de Covid-19 e com a intenção de reduzir o número de pessoas das comitivas em Roterdão, a existência de coros pré-gravados voltou a ser permitida na edição de Turim e assim continuará no concurso que será sediado no Reino Unido. O anúncio foi feito pela EBU/UER com a revelação do regulamento oficial do concurso internacional, onde é possível observar a permanência da regra.

Aceda AQUI ao regulamento na íntregra.

No regulamento, a EBU/UER exige que os vocalistas do tema "interpretem ao vivo o tema em palco", enquanto os suportes vocais de duplicação devem "apresentar-se ao vivo, no palco ou fora do palco apenas". Por sua vez, "todos os restantes backing vocals que executem harmonias vocais podem-se apresentar ao vivo no palco ou fora do palco e/ou numa faixa de apoio compatível com os requisitos". Além disso, a EBU/UER proibe a realização de playback durante a atuação: "nenhum concorrente em palco, seja vocalista, vocalista de duplicação ou backing singer, tem permissão para sincronizar os lábios de forma a fazer parecer que está a cantar quando na verdade não o está".

De realçar que, em Roterdão e em Turim, foram várias as delegações que utilizaram coros pré-gravados nas suas prestações, com destaque para a comitiva da Islândia em 2021 que utilizou um coro pré-gravado constituído por várias centenas de pessoas. 

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovision.tv / Imagem: Google / Vídeo: Eurovision.tv
0

Sem comentários

Enviar um comentário

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.