Slider

ESC2022: Participação da Estónia dependerá da participação (ou não) da Rússia

 Depois da Finlândia, a emissora estatal da Estónia admitiu a possibilidade de retirar-se do Festival Eurovisão 2022 caso a EBU/UER mantenha a participação da Rússia: "É inconcebível que a Estónia participe na Eurovisão numa situação com a Rússia a participar".


O Presidente do Conselho da ERR, Erik Rosse, confirmou, em comunicado oficial no site oficial da emissora da Estónia que entrou em contacto com a EBU/UER sobre a participação da Rússia no Festival Eurovisão 2022 depois da invasão da Ucrânia, frisando que a decisão da participação em Turim será tomada depois da posição da entidade máxima para com a situação.

"Obviamente é inconcebível que a Estónia participe no Festival Eurovisão numa situação em que a Rússia participe (...) Os nossos colegas dos outros países bálticos compartilham da mesma opinião" destacou Erik Roose, frisando que, caso a EBU/UER mantenha a participação da Rússia no Festival Eurovisão 2022, a Estónia ponderará a sua retirada, tal como acontece com a Finlândia. Por sua vez, as emissoras da Dinamarca, Suécia, Noruega, Países Baixos e Ucrânia apelaram para que a EBU/UER retire a Rússia da lista de participantes.

Estreante em 1994, a Estónia participou em 26 edições do Festival Eurovisão, registando uma vitória (2001), um terceiro lugar (2002) e 16 presenças na Grande Ginal. Uku Suviste foi o representante da Estónia no Festival Eurovisão 2021, depois da segunda vitória no Eesti Laul, com "The Lucky One": o tema ficou em 13.º lugar na semifinal com 58 pontos, fruto do 12.º lugar no júri (29) e no televoto (29), tendo recebido 1 ponto do júri português.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ERR/ Imagem: Google/ Vìdeo: Youtube
2
( Hide )
  1. Anónimo14:48

    Só pelo facto de Portugal ter ganho a eurovisão em Kiev, a RTP deveria seguir o exemplo da Estónia e retirar-se se a Rússia participar este ano

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:59

    Curioso que aquando da crise diplomática entre a Rep. Checa e a Rússia, também foram os países mais pequenos e mais "fracos" da UE que responderam aos apelos do Governo checo e agiram em solidariedade.
    Prova de que o valor de um país não depende da sua dimensão!!!

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.