Slider

ESC2022: Dinamarca, Noruega e Países Baixos apelam à desclassificação da Rússia do Festival Eurovisão 2022

As emissoras estatais da Dinamarca, Noruega e Países Baixos juntaram-se às emissoras da Suécia e Ucrânia nos apelos para a desclassificação da Rússia do Festival Eurovisão 2022.


Após a invasão militar russa da Ucrânia têm-se multiplicado os apelos à EBU/UER para que a Rússia seja desclassificada do Festival Eurovisão 2022 e que as emissoras do país sejam suspensas da entidade máxima do concurso que, por sua vez, manteve a sua posição neutral no conflito, frisando a natureza "não política" do evento. Contudo, após o pedido da emissora ucraniana e do apelo da emissora sueca, várias emissoras europeias apelaram publicamente para a desclassificação da Rússia.

"Em primeiro lugar, gostaria de dizer que é uma situação muito grave e extremamente desagradável o que está a acontecer na Ucrânia. Na DR achamos errado que a Rússia participe na Eurovisão. Esta é a nossa posição e já a comunicámos à EBU/UER" frisou Gustav Lutzhoft, produtor do Dansk Melodi Grand Prix 2022, que destacou que a situação atual não está de acordo com os valores da Eurovisão.

Também a emissora norueguesa NRK manifestou o seu desagrado com a participação russa em Turim: "A NRK deu a sua opinião à EBU/UER de que a Rússia não pode participar na Eurovisão deste ano depois da invasão à Ucrânia. Ao mesmo tempo, esta é uma organização que precisa de algum tempo para tomar a decisão, mas temos plena consciência de que será tomada a decisão certa" frisou Gjermund Eriksen, chefe de transmissão da NRK.

Por fim, o diretor-geral da AVROTROS, emissora neerlandesa, também apelou à desclassificação da Rússia: "Pessoalmente e também como diretor da AVROTROS não quero ficar mais calado. Este é o momento da Europa se unir e mostrar o que defendemos. As acções militares da Rússia há muito deixaram de ser apenas sobre política: é uma violação grosseira de valores universais, como soberania e direitos humanos. Também peço a outros países que se manifestem e exortem a EBU/UER a suspender a Rússia da associação e ficar de fora do Festival Eurovisão".

Esta e outras notícias também no nosso Facebook, Twitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv
4
( Hide )
  1. Anónimo13:02

    A EBU vai ter que suspender a Rússia, senão os outros países vão boicotar a sua participação. A EBU suspendeu a Bielorrússia por ser dirigida por um ditador, um anti-democrata. E o Putin é o quê?

    ResponderEliminar
  2. Anónimo14:03

    Pena que a RTP nunca tome estas posições. É o deixar ir com os outros... Parabéns ás emissoras nórdicas pela coragem!

    ResponderEliminar
  3. Anónimo14:35

    E a RTP ainda está em silêncio? Nimguém questiona a RTP para comunicar a sua posição?

    ResponderEliminar
  4. Anónimo15:55

    A Eurovisão de facto não deve envolver Política, mas isto é uma guerra!
    A Rússia tem mesmo de ser banida (pelo menos por este ano!).

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.