Croácia: Albina descreve a demissão de Uršula Tolj como "um grande erro"

Depois da demissão de Uršula Tolj do cargo de chefia da delegação da Croácia no Festival Eurovisão, a cantora Albina criticou a decisão da HRT: "Existem razões absurdas e pessoas por trás disto".

Dois anos depois de ter assumido a chefia da delegação da Croácia no Festival Eurovisão, Uršula Tolj foi afastada, recentemente, do cargo de chefe de delegação, com a imprensa a avançar com várias polémicas que poderão ter ditado o seu afastamento, como o lançamento das regras e a abertura de inscrições do DORA 2022 sem autorização superior.

No entanto, através das redes sociais, a cantora Albina, representante do país em Roterdão, defendeu a produtora, acusando a HRT de cometer "um grande erro": "Falo de uma perspectiva pessoal e sei que tipo de carácter e alma a Ursula tem. Acho que estão a comer um grande erro, mesmo sabendo que, acima de tudo, existem razões absurdas e pessoas por trás disto" referiu, tendo partilhado, posteriormente, uma imagem da comitiva em Roterdão.

Estreante em 1993, a Croácia participou em 26 edições do Festival Eurovisão, tendo como melhor resultado o 4.º lugar alcançado em 1996 e 1999 por Maja Blagdan e Doris Dragović, respetivamente. Albina venceu o DORA 2021, tendo adquirido o direito de representar a Croácia no Festival Eurovisão 2021 com "Tick-Tock". Na primeira semifinal terminou em 11.º lugar com 110 pontos, tornando-se na primeira candidatura da história a falhar o apuramento depois de ficar no top10 das duas votações: a proposta croata ficou em 9.º lugar no televoto (53) e em 10.º lugar no júri (57).

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: HRT/Jutarnji / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários