[ESPECIAL] Os melhores (e os piores) looks da 'Turquoise Carpet'


A cerimónia de abertura do ESC2021 trocou a tradicional passadeira vermelha por uma nova cor: Turquesa é a cor do ano e os artistas aproveitaram esta mudança para mostrar os seus melhores looks. A ocasião é especial e pede um momento de descontração para analisar os outfits dos artistas e realizar um top com os melhores, piores e algumas menções honrosas. A elegância marcou presença mas parece que a extravagância sobressaiu neste desfile. 

Vamos espreitar os looks?

Top 3 Melhores Looks 

Itália - Os Måneskin esbanjaram elegância e irreverência na turquoise carpet e ninguém conseguiu ficar indiferente a um dos países favoritos deste ESC. Parece que nem no mundo da moda a Itália dá tréguas. 


Espanha - O Blás Canto e a sua equipa estiveram divinos na cerimónia. Blás em branco e os restantes elementos em preto revelam não só bom gosto mas cuidado na composição. Há um foco de destaque e esse foco está na pessoa certa: No intérprete. Jogada de génio!


Albânia - A Anxhela Peristeri já nos habituou a um autêntico show de pernas e hoje não foi exceção. Ainda assim este outfit é mais que pernas: O vermelho reflete a ousadia que a artista quis transmitir, conjugada com a elegância do modelo escolhido. Um must!


Top 3 Piores Looks

Macedónia do Norte - Algo não está certo neste look e não sei por onde começar... se pela coroa de "vidros partidos" se pelo colete até aos pés. Nada parece fazer sentido. Mas o Vasil parece feliz e haja alegria!


Ucrânia - Será que os representantes ucranianos estão vestidos com fatos de papel amarrotado? Parece que as roupinhas não ficaram bem dobradas na mala e ninguém levou a passar a ferro. Brincadeiras à parte, o look esteve longe de estar certo e por mais que vá ao encontro da identidade da banda, não é de todo o modelo que gostamos de ver nestes eventos. 


São Marino - Parece que a Senit já nos habituou à extravagância... Só que há extravagância boa e má. Esta fica-se pelo mauzinho. 

Menções Honrosas

Bélgica - Servem elegância e carisma. Os Hooverphonic só não estão nos melhores pela vasta concorrência. Mas sem dúvida merecem uma menção honrosa. 


França - Bárbara Pravi exibiu sensualidade nesta cerimónia e não deixou ninguém indiferente. A roupa escolhida contrasta com a aparência tímida e recatada da artista e nós achámos o máximo!


Portugal - Patriotismos à parte os nossos The Black Mamba estavam elegantes e destacaram-se pelo contraste de cores. Os fatos tinham um corte perfeito e estavam 100% adaptados a cada um dos membros da banda. Um bom começo para Portugal!

O melhor conceito

Letónia - A Samanta Tina é uma mulher de garra e mantem-se fiel ao conceito que pretende levar ao palco de Roterdão: As cores são as mesmas e o verde garrafa parece cair que nem uma luva a esta diva de palco. 


O tiro ao lado

Suíça - O Gjon parece ter esquecido que ia para a cerimónia de abetura da Eurovisão... Com um outfit de ir ao pão, é um facto que já vimos o artista muito mais elegante e achamos que conseguia bem melhor!

Prémio look arrojado

Lituânia - Os The Roop mantêm-se fieis à sua originalidade e o vocalista entregou um outfit lindíssimo com uma saia comprida. O vermelho noutro dos elementos da banda também destaca e os 3 em conjunto são sem dúvida a fórmula mais arrojada desta passadeira turquesa. 

Gostaríamos ainda de mencionar que a moda é como qualquer arte: possui várias interpretações. As opiniões aqui descritas são efetuadas com base no gosto e interpretação pessoal da autora do artigo, pelo que devem ser assumidas como um produto de entretenimento. 

Qual destes looks foi o seu preferido? Alguma menção especial para algum dos artistas? Deixe a sua opinião nos comentários.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Imagem/Vídeo: @diegopinpa via twitter Wiwibloggs

7 comentários:

  1. Anónimo00:25

    Discordo da opinião sobre o Vasil.
    A coroa de vidro foi uma má escolha, mas gostei muito da roupa, tinha corte moderno e minimalista.

    ResponderEliminar
  2. Anónimo00:39

    Apesar de estar num Dior, Barbara não tem elegancia alguma. Passou metade da entrevista segurando o vestido entre as pernas e so o soltou quando o entrevistador pediu para ela exibir o vestido. Zero elegancia França e nota 10 para a Anxhela da Albania que soube exibir com sensualidade e elegancia seu ousado vestido vermelho e chapeu singular.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo02:23

      Já diz o ditado: O algodão nunca pariu uma mulher
      Ela têm a roupa mas falta-lhe a postura para a usar

      Eliminar
  3. Não venho aqui só para discordar de gostos pessoais, bem pelo contrário, quero aqui realçar que o grupo italiano está muito homogéneo no seu trajar e até sou capaz de admitir que qualquer trapinho lhes assentaria bem.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo09:24

    Espanha Elegante?? Na minha opinião não se destaca minimamente...aliás destacam-se pela negativa, sapatões de chumbo e ténis brancos? E elas? Vão trabalhar a seguir na Primark e não têm tempo de se mudar?

    ResponderEliminar
  5. O cantor de Espanha não estava vestido de branco...É notório que não é branco o fato dele

    ResponderEliminar
  6. Gostos não se discutem mas como é possível apreciar a indumentaria da Lituania e dizer que a Macedonia ia mal vestida...

    ResponderEliminar