ESC2021: Emissora italiana RAI revela resultados completos do televoto em Itália

 A emissora italiana RAI revelou os resultados completos do televoto em Itália. A Ucrânia venceu com 17,19% dos votos, enquanto Portugal, décimo-sexto classificado, recolheu 2,57% dos votos do público.


Três dias depois da Grande Final do Festival Eurovisão 2021, a emissora italiana RAI revelou os resultados completos do televoto no país, algo bastante incomum nos últimos anos no concurso italiano. A Ucrânia, vencedora do televoto em Itália, recolheu 17,19% dos votos registados, seguida da Albânia com 11,79% e da Finlândia com 6,54%. Por sua vez, Portugal, décimo sexto classificado no televoto, recolheu 2,57% dos votos, enquanto o Reino Unido foi o último classificado com 0,49% dos votos.

Aceda, de seguida, aos resultados do televoto em Itália:

1.º Ucrânia - 17,19% - 12 pontos
2.º Albânia - 11,79% - 10 pontos
3.º Finlândia - 6,54% - 8 pontos
4.º Rússia - 6,20% - 7 pontos
5.º Islândia - 5,97% - 6 pontos
6.º Lituânia - 4,88% - 5 pontos
7.º Sérvia - 4,69% - 4 pontos
8.º São Marino - 4,31% - 3 pontos
9.º Moldávia - 4,12% - 2 pontos
10.º França - 3,47% - 1 ponto

11.º Noruega - 3,16%
12.º Suíça - 3,08%
13.º Suécia - 3,06%
14.º Malta - 3,06%
15.º Bulgária - 2,83%
16.º Portugal - 2,57%
17.º Alemanha - 2,19%
18.º Azerbaijão - 2,10%
19.º Israel - 1,81%
20.º Bélgica - 1,49%
21.º Chipre - 1,47%
22.º Grécia - 1,38%
23.º Países Baixos - 1,30%
24.º Espanha - 0,85%
25.º Reino Unido - 0,49%

Vencedores do Festival di Sanremo 2021, os Maneskin representaram Itália no Festival Eurovisão 2021 com "Zitti E Buoni", tendo alcançado o 1.º lugar na Grande Final com 524 pontos, fruto do primeiro lugar no televoto com 318 pontos e do quarto lugar no júri com 206 pontos.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCBubble/ Imagem/Vídeo: EurovisionTV 

2 comentários:

  1. Anónimo19:23

    Acham que a outras emissoras poderão revelar a percentagem de televoto?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo20:06

      Não. Itália só o faz porque lá é obrigatório por lei.

      Eliminar