[AO VIVO] ESC2021: Acompanhe connosco o sexto dia de ensaios em Roterdão

 

 Os ensaios na Rotterdam Ahoy continuam hoje com dezasseis comitivas a subir ao palco. Acompanhe connosco o sexto dia de ensaios do Festival Eurovisão 2021 e deixe-nos as suas opiniões. Fique connosco!

Hoje, 13 de maio, a Rotterdam Ahoy, em Roterdão, receberá 16 comitivas, sendo que os ensaios serão divididos em duas dinâmicas: Malta, São Marino, Estónia, República Checa, Grécia, Áustria, Polónia, Moldávia, Islândia e Sérvia realizam o segundo ensaio, tendo o mesmo uma duração de 20 minutos, enquanto os Big5 (Espanha, França, Itália, Reino Unido e Alemanha) e os Países Baixos fazem o seu primeiro ensaio, que terá uma duração de 30 minutos. De realçar que, depois dos segundos ensaios, a organização revelará um excerto de 30 segundos de cada atuação, com os planos de câmara finais.

Recorde AQUI a programação de ensaios para hoje.

Acompanhe connosco tudo o que acontece no palco eurovisivo em Roterdão:

09h00 - Os dois elementos acreditados do ESCPORTUGAL (João Diogo e Nuno Carrilho) já estão prontos para a ronda de ensaios de hoje que vai contar o número recorde de 16 países e com um ritmo muito mais acelerado do que vimos anteriores. 

09h08 - Malta é o primeiro país a ensaiar hoje e a jovem Destiny já está em palco

09h11 - Habemus mudança. Depois das críticas dirigidas ao figurino de Destiny, a comitiva de Malta trocou o figurino rosa da cantora por um outro prateado, mudança bastante positiva no nosso entender e que faz com que a cantora se destaque das bailarinas, que mantém a roupa original. Ao longo de toda a prestação observámos uma série de mudanças e ajustes na produção e nos planos de câmara, tornando a atuação mais bem conseguida do que vimos anteriormente. A cantora está super à vontade na prestação e a voz dela fará furor junto do júri e do público. Arriscamos a dizer que Malta reentrou na corrida pela vitória depois do ensaio de hoje.

Nota de Malta: 9,5/10 (João Diogo 10 / Nuno Carrilho 9)

09h23 - São Marino, país que abre a segunda semifinal, segue-se no alinhamento do dia.

09h42 - A primeira mudança na prestação de São Marino com a máscara usada por Senhit a conter imagens de Flo Rida em vez das imagens religiosas do primeiro ensaio. A cantora continua a mostrar que é um monstro de palco e volta a referir-se ao rapper norte-americano a meio da canção, apesar de voltar a contar com a presença do cantor stand-in na prestação. Não temos dúvidas que São Marino poderá conquistar o seu melhor resultado de sempre no evento internacional.

Nota de São Marino: 9/10 (João Diogo 9 / Nuno Carrilho 9)

09h51 - Os ensaios estão um pouco atrasados no dia de hoje. A Estónia será a próxima comitiva a subir a palco.


09h57 - Uku Suviste havia prometido mudanças para o segundo ensaio... mas pouco ou nada vimos. A apresentação da Estónia é bastante simples e semelhante ao que vimos na primeira ronda. Nos Leds vemos uma espécie de tempestade com relâmpagos e as cores de palco mudam de cinzento para vermelho quando Uku Suviste coloca a mão no chão. Nota positiva para a interpretação do cantor, apesar de ser notório o uso de vocais pré-gravados. Temos muitas dúvidas sobre um possível apuramento para a Grande Final

Nota da Estónia: 4,5/10 (João Diogo 5 / Nuno Carrilho 4)

10h09 - A comitiva da República segue-se no alinhamento do dia.

10h17 - O cantor checo apresenta-se em palco de óculos e tem uma grande interação com as câmaras, algo que falhou no primeiro ensaio em palco. A prestação da República Checa foi polida e resulta muito melhor na televisão. O coro está mais perceptível, mas sentimos que falta algo para tornar a prestação memorável... Sobre o apuramento, sentimos que vai estar na luta, mas não sabemos se terá potencial para chegar à Final.

Nota da República Checa: 6,5 (João Diogo 7 / Nuno Carrilho 5)

10h30 - A Grécia é a próxima a atuar.


10h37 - Não há dúvidas nenhumas: a atuação da Grécia no Festival Eurovisão 2021 é uma das mais impactantes na televisão. Alguns detalhes foram limados, como alguns pequenos erros que foram visíveis na primeira ronda e a atuação aproxima-se da perfeição. A Stefania também esteve bastante segura em palco. A Grécia dificilmente ficará de fora da Grande Final e o desempenho poderá dar possibilidade de subir (muito) na tabela classificativa.

Nota da Grécia: 8/10 (João Diogo 7 / Nuno Carrilho 9)

11h00 - Primeira pausa do dia. Os ensaios retomam às 12h05 com a Áustria

12h20 - A proposta da Áustria continua a ser baseada no jogo de luzes do palco do Festival Eurovisão 2021. Vincent Bueno continua na plataforma ao centro do palco durante toda a prestação. Alguns planos foram ajustados e a interação do cantor com as câmaras aumentou, mas alguns momentos da atuação continuam sem resultar em televisão. Durante o ensaio, Vicent Bueno esteve bastante seguro e cclaramente não podemos afastar a Áustria da luta por um lugar na Grande Final.

 Nota da Áustria: 7/10 (João Diogo 7 / Nuno Carrilho 7)

12h29 - A Polónia é o próximo país a ensaiar.


12h40 - A prestação da Polónia também usa a abertura da parede LED no início e Rafal parece estar mais confortável com a atuação do que vimos anteriormente. Foram feitos ajustes e mudanças de planos de câmara, bem como algumas mudanças nas imagens nos LEDs. A interpretação na parte do final não correu como esperado, mas houve uma melhoria clara comparativamente ao primeiro ensaio. Com esta prestação, não conseguimos tirar a Polónia da lista de potenciais finalistas.

Nota da Polónia: 6/10 (João Diogo 5 / Nuno Carrilho 7)

12h45 - O palco prepara-se para a prestação da Moldávia

13h13 - Sem grandes diferenças na atuação, a Moldávia apresentou uma prestação mais polida e com Natalia Gordienko muito mais à vontade em palco, sorrindo durante grande parte da canção. A parte final continua ser um pouco estranho com aquela nota interminável dada pela cantora e/ou pela backing singer. Comparativamente com a primeira ronda, houve uma melhoria.

Nota da Moldávia: 7/10 (João Diogo 6 / Nuno Carrilho 8)

13h30 - Seguem-se os representantes da Islândia.

13h43 - A Islândia continua a ser uma das mais sérias candidatas ao triunfo. A atuação não sofreu nenhuma grande alteração, tendo sido notórios alguns ajustes nas imagens e nas câmaras. A animação continua a ser a grande arma de Dadi Freyr que também demonstra imenso carisma. Continuamos com winner vibes sobre "10 Years"

Nota da Islândia: 9/10 (João Diogo 8 / Nuno Carrilho 10)

13h55 - A Sérvia é a última a atuar na primeira parte dos ensaios de hoje.


14h10 - As cantoras da Sérvia continuam a dar tudo em palco! A atuação sofreu alguns alterações, incluindo os cabelos, sendo notórias as mudanças na iluminação, tendo sido incluída mais cor na parte final da canção que também conta com um efeito de chuva de estrelas. Em vez das colunas de fumo, a delegação optou hoje por pirotecnia presa. Achamos que não deverá ter dificuldades em apurar-se para a Grande Final, onde o resultado depois será uma incógnita.

Nota da Sérvia: 8,5/10 (João Diogo 8 / Nuno Carrilho 9)

14h30 - A primeira ronda de ensaios chegou ao fim. Os Big5 e os Países Baixos realizarão, de seguida, os seus primeiros ensaios no palco.

14h45 - Itália é o primeiro dos Big5 a ensaiar no palco.

15h02 - O rock italiano chega ao palco do Festival Eurovisão 2021. A banda conta com o palco com as cores branca e preta, usando também uma plataforma no centro do palco principal com vários degraus com focos de luz, com o baterista no topo. O vocalista da banda interage com os guistarristas e no ecrã gigante vemos a silhueta de um baterista. O palco ganha tons vermelhos e perto do final tons brancos e azuis. Grande explosão de luz em toda a arena que não deixará ninguém indiferente. Um grande ensaio por parte de Itália.

Nota de Itália: 9,5/10 (João Diogo 10 / Nuno Carrilho 9)

15h15 - A Alemanha é a próxima a ensaiar... mas os ensaios continuam atrasados.

15h57 - Jedrik começa a sua atuação no centro do palco principal, sendo acompanhado por três backing singers com instrumentos musicais, e a mão gigante que vimos no videoclip. O palco é bastante colorido e durante o refrão vemos várias palavras em diferentes línguas sobre o ódio no ecrã principal. Há uma grande interação entre os cinco elementos em palco, com o palco a escurecer na parte falada da canção. Os cinco rumam no final para o palco secundário, com o palco com várias cores. A interpretação do Jendrik não é a melhor... e as nossas opiniões sobre a Alemanha divergem.

Nota da Alemanha: 5,5/10 (João Diogo 4 / Nuno Carrilho 7)

16h02 - Os Países Baixos são os próximos a subir ao palco do certame.

16h25 - A atuação dos Países Baixos começa com um plano fechado de Jeangu Macrooy e com um muro a partir-se no ecrã gigante. O artista, que está de crop top, é acompanhado por dois bailarinos, um deles o seu irmão gémeo, com o palco a manter-se em tons de azul, tal como o seu figurino. Outro bailarino junta-se à atuação, com os artistas a rumarem ao palco secundário, com o cenário a contar com inúmeras cores em mini explosões. 

Nota dos Países Baixos: 4,5/10 (João Diogo 5 / Nuno Carrilho 4)

17h00 - França é quem se segue nos ensaios de hoje.

17h18 - Barbara Pravi está sozinha no palco do Festival Eurovisão 2021. Completamente escuro, o palco conta apenas com um foco direcionado à artista. Depois do primeiro refrão, temos o efeito da sombra a transformar-se em pássaros no chão, conforme haviamos visto na final nacional francesa. No final, a câmara rodeia a cantora, mas os planos de câmara e a iluminação (em vários momentos a cantora ficou na sombra dos seus braços) precisam de alguns ajustes. Contudo, França continua na corrida pela vitória no Festival Eurovisão 2021.

Nota de França: 8/10 (João Diogo 8 / Nuno Carrilho 8)

17h30 - O Reino Unido segue-se no alinhamento de ensaios.

17h52 - James Newman começa a atuação numa plataforma circular a meio do palco principal, com dois trombetes gigantes pendurados no cenário. O cantor usa um figuro escuro como no videoclip oficial, enquanto os restantes quatro elementos de palco estão de branco a tocar trompete e trombone de vara. Depois do primeiro refrão, o cantor desce da plataforma e entra na coreografia com os elementos de palco. No ponto alto da canção, o cantor regressa à plataforma, onde termina a atuação, com o palco em tons vermelhos. Admitimos que o Reino Unido foi uma surpresa em palco.

Nota do Reino Unido: 6,5/10 (João Diogo 6 / Nuno Carrilho 7)

17h59 - Espanha encerra os ensaios de hoje.

18h47 - Blas Cantó começa sozinho em palco, com um figurino escuro. O ecrã gigante está estrelado e temos bastante fumo em palco, que continua escuro até ao refrão, quando abrem umas luzes azuis. No centro do palco, uma lua gigante está pendurada do teto. Na parte final da canção, o cenário ganha tons amarelos e vermelhos, terminando sem qualquer fumo em palco. A nova versão da canção de Espanha não nos convenceu, nem a atuação...

Nota de Espanha: 5,5/10 (João Diogo 5 / Nuno Carrilho 6) 

18h52 - Quase 10 horas depois, chegou ao fim o dia de ensaios. Obrigado a todos os que estiveram connosco

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL/Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

13 comentários:

  1. Anónimo11:21

    Não entendo esse frenezi todo por Malta. Se for pela voz, que vá a final Eslivenia que tem uma voz tão boa quanto a Destiny e o palco muito mais bonito. Essa nova roupa prateada que foram buscar em Malta com essas botas fucsia so piorou tudo. Nada faz sentido na prestação maltesa, nada! Ficar em 1° nas casas de aposta é uma piada de mau gosto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo12:31

      Fyi, Malta e Estónia estão em semifinais diferentes

      Eliminar
  2. Malta melhorou muito. São Marino está ótimo. Estônia tecnicamente está fora. Já República Tcheca tem chances mas difícil.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo11:59

    Para mim a questão das roupas não era exclusivo à Destiny, as bailarinas continuam pirosas

    ResponderEliminar
  4. Malta não devia mudar apenas o figurino, a canção também não tem o formado adequado àq figura da intérprete. As coisa para ficarem bem têm que encaixar umas nas outras, assim como um quebra-cabeças ou vulgo puzzle. Lá vem Chipre e a saturada alusão ao rapper, não sei qual a evocação mais desfocada se esta se a outra da mulher desaparecida. Passando à frente, porque o que está a seguir pouco interesse tem, reparei há pouco que na peça da Grécia há um homem invisível que dança lado a lado com a intérprete, tem a sua piada ver uns calções que parecem agitados por uma rabanada de vento, imaginação não falta nas cenas desta canção. O trunfo do austríaco para mim continua a ser a sua voz bem colocada e a simplicidade da sua postura. A Moldávia também aposta muito na experiência da cantora noutros palcos da Eurovisão e noto que ela se sente muito à vontade a espalhar a sua sensualidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei sobre a Moldávia e Austria. A simplicidade os farão ir para a final.

      Eliminar
  5. Anónimo15:23

    Preferia as imagens religiösa Na mascara da Senhit

    ResponderEliminar
  6. O João Diogo e o Nuno Carrilho estão completamente imbuídos do conceito Eurovision STAGING Contest! Parece que a parte SONG pouco lhes importa! Ou pelo menos, manifestamente não é o mais importante! Quanto maior o foguetório, melhor a avaliação! Apesar da importância que a parte visual tem, continuamos perante um concurso de CANÇÕES. Não é, ou não deveria ser, um concurso de "stagings"!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo17:27

      Acho este comentário sem sentido, as pessoas já tiveram mais de dois meses para analisar, avaliar e criticar as músicas, já foi dito praticamente tudo o que se podia dizer sobre as mesmas. Neste momento o importante é perceber se as opções artísticas do staging vão beneficiar ou prejudicar as ditas canções e é isto o que a equipa da escportugal está a fazer.

      Eliminar
    2. São os ensaios. A França se deixar sua representante no escuro precisa melhorar e muito. Senão vai perder pontos importantes com certeza .

      Eliminar
    3. Caro Anónimo

      Obrigado pelo seu feedback. Mas atenção que estamos a fazer o resumo dos ensaios do Festival Eurovisão, logo o staging é um dos nossos principais focos. Para ler os nossos comentários sobre as canções, poderá aceder ao Olhares Sobre o ESC2021, onde tanto eu, Nuno, como o João Diogo fomos comentadores.

      Obrigado
      nuno

      Eliminar
  7. OK! Obrigado pela resposta! Vou dar espreitar os Olhares! Em todo o caso, penso que não invalida (pelo menos na totalidade) aquilo que referi. Há atuações, na minha modesta e subjetiva opinião, subvalorizadas nas vossas apreciações, também, subjectivas opiniões. Com a enorme diferença, que vocês são os especialistas/profissionais presentes no evento e que, como tal, muito contribuem para as opiniões dos outros que os leem. É só isso! E, mais atenção às canções e interpretações e um pouco (?) menos ao resto! Importante certamente, mas nqo deveria ter assim TANTA importância! Em todo o caso, bom trabalho!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo 17;27: é a sua opinião! Tem direito a ela como eu à minha. Percebo o que diz e, concedo-lhe, que faz sentido. O que para mim não faz sentido é a excessiva valorização do foguetório! Quanto maior este for, melhor! Quando as atuações são mais sóbrias, mesmo que adequadas ao tipo de canção, então aí o nível de agrado é consequente valorização são baixos. Claro que isto é apenas o meu comentário. Pode ser sem sentido... mas é meu!

    ResponderEliminar