Noruega: TIX ponderou desistir do 'Melodi Grand Prix 2021'


Em entrevista à NRK, o cantor TIX revelou que considerou desistir do Melodi Grand Prix 2021, após a sua atuação na primeira semifinal da seleção nacional norueguesa

Numa recente entrevista à emissora norueguesa, TIX revelou que uma desistência do MGP 2021 foi por si considerada, tendo inclusivamente informado a NRK e a sua gravadora dessa mesma possibilidade. A razão apontada para uma possível desistência, foi a reação da imprensa à sua atuação na primeira semifinal do concurso. Segundo TIX:

"Foi tão feio. Aquilo não era sobre a minha canção, mas sobre mim enquanto artista. As pessoas escreveram que eu não merecia estar no MGP". 

O representante norueguês explica que todo o criticismo se sobrepôs aos comentários positivos que recebeu, tendo sido, a princípio, difícil perceber que a sua atuação tinha na verdade significado para as pessoas. Essa sua perceção, levou TIX a "querer dar o seu lugar a um outro artista que talvez o merecesse mais". A reação positiva do público em casa, motivou o artista a permanecer na competição. "Decidi acenar aos críticos e mostrar que estou aqui", explicou TIX. 

Após cinco semifinais e uma gala de repescagem, TIX venceu o Melodi Grand Prix 2021, com a canção "Fallen Angel", tendo derrotado os KEiiNO no duelo final da competição. Irá atuar na primeira semifinal do Festival Eurovisão 2021, a 18 de maio. 

A Noruega estreou-se em 1960 no Festival Eurovisão, tendo participado em 58 edições. Apesar de ser o país com maior número de últimos lugares e null points, a Noruega conta com 3 vitórias na competição: 1985, 1995 e 2009. Em Telavive, o grupo KEiiNO representou o país com "Spirit in the Sky" terminando em 6.º lugar, apesar de ter sido a candidatura mais votada pelo público. Em 2020, Ulrikke defenderia "Attention" no Festival Eurovisão 2020 em representação da Noruega. 



 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: NRK/ Imagem: NRK / Vídeo: NRK

5 comentários:

  1. Anónimo10:46

    Não é por nada. Mas eu cá acho que aqui está o vencedor do ESC. Por toda a história, pela "polémica" de ter ganho contra os Keiino,...
    Apenas não está agora nos favoritos porque os eurofas ficaram chateados de os Keiino não vencerem. Mas sejamos sinceros, a música é boa e muito mainstream. Acho que o publico jovem vai votar muito. E tem também um outfit bastante expressivo o que costuma ter sucesso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:45

      Respeito que esta música possa ser a sua canção favorita mas discorto totalmente com a sua análise.
      O público que não segue a Eurovisão mas que vota na noite não vai conhecer a história de vida dele, mas se isso for um fator o Tusse têm uma história de vida bem mais dramática e há outros artistas(Gjon, Bárbara Pravi) que não tendo uma vida trágica conseguem emocionar o telespectador.
      Relativamente ao voto jovem acho que há melhores candidatos para isso, Bulgária, Alemanha, Israel, Romênia, Grécia, República Checa têm cantores jovens com canções diretamente a apelar ao voto teen.
      Quando ao traje, concordo que a atuação causa impacto, mas a mim faz-me lembrar a Croácia em 2019 e o resultado foi uma não qualificação, só não acho que a Noruega tenha esse resultado porque a primeira semifinal é mais fraca e os países do leste em geral parecem gostar desses elementos kitch, Croácia, por exemplo, vota nessa semifinal

      Eliminar
    2. Anónimo14:07

      Queria repetir que respeito a opinião do primeiro anónimo e peço perdão se fui muito bruto na minhas palavras.
      O Tix têm muito talento(ele está por trás do hit "Sweet but Psycho"), mas penso que está a concurso com a música errada, uma situação que partilha com a Roxen e o Vasil

      Eliminar
    3. Anónimo20:37

      Anónimo eu não disse que era a minha canção favorita até porque não o é. E discordo quando diz que a primeira semifinal é mais fraca e quando compara à Croácia. As músicas nem apresentações têm nada a haver!

      Eliminar
    4. Anónimo02:43

      A música é boa? Se fosse da Estónia ninguém dava pontos. A história do coitadinho é capaz de resultar, os noruegueses sabem que influenciou os votos em 2017, sabem perfeifamente o q estão a fazer. Se ficar no top5 vai ser por pena!!!

      Eliminar