Portugal: Município de Ílhavo anuncia a construção de uma estátua em homenagem a Carlos Paião

 

A Câmara Municipal de Ílhavo anunciou a construção de uma estátua de homenagem a Carlos Paião, representante de Portugal no Festival Eurovisão de 1981.


O cantor e compositor Carlos Paião vai ser homenageado na cidade de Ílhavo, por decisão da Câmara Municipal, com uma estátua da autoria do artista plástico Albano Martins. A estátua de homenagem será colocada na Calçada do Jardim Henriqueta Maia que tem o seu nome, no âmbito da requalificação em curso do Centro Urbano de Ílhavo, cidade natural dos seus pais e onde, num festival da canção, começou a sua carreira musical.

"A escultura, com a inscrição ‘#emplayback’, será feita em bronze, com 1,80 metros de altura e ficará colocada ao nível do solo. Este contexto permitirá um enquadramento de Carlos Paião com o espaço requalificado, integrando-o nas vivências culturais que ali forem desenvolvidas e promovidas no futuro, bem como uma interação e uma proximidade muito direta com as pessoas que usufruem daquela zona, valorizando e simbolizando a relação de intimidade que o artista sempre procurou manter com o seu público e fãs" pode ler-se numa nota municipal, sendo que a iniciativa conta com a curadoria de Nuno Sacramento, "espelha o reconhecimento público da Câmara Municipal de Ílhavo do papel cultural e do peso musical de Carlos Paião, enquadrado no esforço conjunto, desenvolvido em 2020, pela autarquia e pelo biógrafo Nuno Gonçalo da Paula, com o propósito de assinalar os 40 anos do lançamento do primeiro disco e da profissionalização da sua intensa carreira, tragicamente interrompida ao fim de uma década".


Carlos Paião foi um dos mais marcantes cantores e compositores da música ligeira portuguesa na década de 80 do século passado, tendo participado em diversas edições do Festival da Canção. A estreia aconteceu em 1980 com "Amigos Eu Voltei", tema que falhou o apuramento para a Grande Final. No ano seguinte, com "Playback", um dos seus maiores sucessos de sempre, o cantor venceu o Festival da Canção com 203 pontos: em Dublin apenas conquistou 9 pontos, partilhando o 18.º lugar (penúltimo) com a Turquia. Compositor de "Trocas e Baldrocas", tema que conquistou o 2.º lugar no FC1982, Carlos Paião participou pela última vez no Festival da Canção enquanto intérprete em 1983, com Cândida Branca-Flor: a dupla conquistou o 4.º lugar com 148 pontos com "Vinho do Porto (Vinho de Portugal)". 

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Sapo / Imagem:RTP / Vídeo:Observador


Sem comentários