NEEV: "Nestas últimas semanas partilhámos sorrisos, lágrimas, histórias e emoções (...) juntos"

 Vencedor do televoto na Final do Festival da Canção 2021, Neev utilizou as redes sociais para deixar uma mensagem de agradecimento ao apoio recebido durante a experiência: "Sábado estivemos juntos naquele palco mas o que me deixa mais feliz é saber que vamos continuar juntos fora dele".


Dois dias depois da Grande Final do Festival da Canção 2021, onde alcançou o terceiro lugar com "Dancing In The Stars", a canção mais votada pelo público, o cantor e compositor Neev deixou um vídeo nas redes sociais para todos os seus apoiantes: "Depois de sábado quis muito que as minhas primeiras palavras fossem para vocês" disse, agradecendo a todos pelo apoio recebido nas últimas semanas, "Nestas últimas semanas partilhámos sorrisos, lágrimas, histórias e emoções (...) juntos (...) Sábado estivemos juntos naquele palco mas o que me deixa mais feliz é saber que vamos continuar juntos fora dele". O cantor deixou também os parabéns a todos os finalistas, agradecendo também à RTP "pelo apoio incrível" e prometendo "novidades em breve e histórias para escrevermos juntos". 

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Neev/ Imagem: Pedro Pina | RTP / Vídeo: RTP

15 comentários:

  1. Precisamos do Neev na Eurovisão um ano destes! Que pessoa boa!

    ResponderEliminar
  2. Perdeu-se uma grande oportunidade de voltar a erguer o caneco. Tão cedo não irá acontecer.Será bom que ele volte com uma música ainda melhor para espantar outros jurados mais esclarecidos e com os ouvidos bem limpos por dentro.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo16:03

    Este miúdo é uma excelente revelação musical neste país. Daí ser tão difícil às vedetas e aos famosos compreender...mas o sucesso que ele tiver será a confirmação da incapacidade e da pequenez daqueles que lhe deram 1 ponto e outras classificações miseráveis.
    Mantém a tua qualidade e faz uma carreira a tentar ir mais além e considera o FC apenas uma etapa. Não vale a pena voltar. És bom demais para aquela gente

    ResponderEliminar
  4. A canção do Neev era boa, por isso estava entre as favoritas e teve os 12 pontos do público, mas não foi suficiente para vencer. Penso que os The Black Mamba estiveram acima do Neev, talvez por terem mais bagagem e mais anos disto.
    Vamos muito representados à eurovisão este ano, e também iriamos bem representados se tivesse ganho o "dancing in the stars"

    ResponderEliminar
  5. NEEV és um artista cinco estrelas!

    ResponderEliminar
  6. Já está na hora da RTP começar a repetir compositores. Muitos deles amadureceram enquanto profissionais e podem trazer propostas interessantes ao festival. Quanto ao Neev, ainda é jovem e é um dos nomes que espero voltar a ver no festival, porque é um miúdo cheio de talento. Do fundo do coração, espero que tenha muito sucesso e uma longa carreira, tanto em Portugal como lá fora.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo17:16

    Estamos em penúltimo lugar na aplicação MY eurovision, e a descer na casa das apostas. Não podíamos ter maior confirmação da péssima escolha que foi feita. Já sabemos como é que isto acaba... Temos uma passagem à final em 10 anos, é este o nosso miserável histórico.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo19:54

    É pena dizer isto, mas os fãs histéricos que andaram a espalhar o ódio por todos os outros concorrentes vão em breve abandonar o Neev, tal como fizeram com os outros concorrentes antes dele (Pascoal, Catarina Miranda, etc.). O miúdo tem o seu mérito, mas tem de amadurecer ainda muito. Só um cego (ou surdo) pode dizer que a atuação dele foi a melhor. Não foi. A prestação ao vivo deixou muito a desejar e o miúdo ainda não tem presença de palco. Talvez dentro de alguns anos venha a merecer ganhar, mas desta vez não.

    ResponderEliminar
  9. O rapaz deu o melhor de si e foi o suficiente para qualquer pessoa minimamente inteligente perceber que está ali um grande artista tanto como compositor como intérprete das suas próprias obras. Não é para qualquer um. Há quem o faça quase como amadorismo porque lhe falta o verdadeiro talento que não se compra nem se inventa já nasce com o próprio indivíduo. Agora canas rachadas irem cantar para a Eurovisão por incompetência de meia dúzia de pessoas que julgam ou se julgam entendidas é uma vergonha. Só porque ganharam o festival doméstico alguns pseudo fãs viraram de repentea a casaca e já os acham os melhores. Então continuem assim que o país está precisar muito de vocês, sem ofensa.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo11:53

    Eu acho que o NEEV teria ganho se não tivesse feito aquela colagem descarada ao Duncan (iríamos ser motivo de chacota em Roterdão) e se não tivesse ali duas linhas de gosto muito duvidoso nos versos. A imagem de dançar nas estrelas é poética e bonita para descrever a morte, mas o fechar dos olhos e o último ar a sair pela boca é muito explícito e demasiado mórbido. O júri liga a essas coisas. Era uma canção lindíssima, apesar disso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo13:24

      O ar a deixar o corpo. Essa é a tradução. E não é assim tão mórbido.

      Eliminar
    2. Mas qual é a colagem se o tema é tão diferente e de resto tudo é original. O Neev canta sempre com aquele timbre de voz, é a sua marca, enquanto o Lourenço usou e abusou de falsetes. Além disso fez o que lhe mandaram, enfiou-se todo nu num aquário para impressionar e chamar a atenção de todos aqueles ou aquelas que apreciam muito o nudismo como uma grande obra de arte. Até o piano é diferente e é na música o seu principal instrumento de trabalho ou será que para ter uma imagem completamente diferente devia ter de aprender a tocar violoncelo ou clarinete? Se calhar até sabe, vou já ali ter com ele para lhe perguntar.

      Eliminar
    3. Anónimo18:10

      Não consigo ver qualquer semelhança! Foi um falso argumento para justificar a não escolha! Agora vamos ver

      Eliminar
  11. Anónimo16:21

    Seja uma coincidência infeliz ou não, o resultado era muito parecido e iríamos sempre ser vistos, quer o Dan Carv lhe agrade quer não, como uma cópia do último vencedor da eurovisao. Claro que ele podia fazer um esforço, se tivesse ganho, para alterar alguns aspetos visuais demarcando-se o mais possivel do outro, mas acho que seria difícil. Somos sempre muito teimosos e nunca aceitamos sugestões, por mais bem intencionadas que sejam. Tenho pena, era mesmo uma canção mt bonita e parece-me que seria mais apreciada no ESC do que a canção vencedora, da qual também gosto, já agora. Estive sempre dividido entre ambas (tão dividido que cheguei a votar nas duas na final xD) e se não fossem estes pormenores q referi, teria sido a minha clara favorita.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. De facto, não me parece assim tão diferente da vencedora de 2019. Cantor ao piano, luzinha ou vela para ajudar a abrilhantar a coisa, melodia do mesmo género baladão... tudo muito similar. Seria entendida como uma cópia e, como tudo o que é cópia, de inferior qualidade. Por isso, acho que assim vamos melhor, com algo mais original ou, pelo menos, não imediatamente colado ou estereotipado. Foi assim com o Conan (que correu mal), pode desta vez correr melhor. Haja esperança! Pena não ser em português mas... assim, duma vez por todas, acaba-se com o tabu do inglês! Para o bem ou para mal.

      Eliminar