EU.CLIDES: "Uma das atuações mais especiais que alguma vez fiz"


Intérprete de "VOLTE-FACE", Eu.Clides reagiu nas redes sociais ao apuramento para a Final do Festival da Canção 2021: "Estou mesmo super feliz por terem gostado e terem votado em nós para irmos à final.".


EU.CLIDES conquistou, no passado sábado, o apuramento para a Final do concurso deste ano com "VOLTE-FACE", canção composta por Pedro da Linha e TOTA, tendo reagido ao apuramento nas redes sociais:"Estou mesmo super feliz por terem gostado e terem votado em nós para irmos à final. É um enorme prazer poder fazê-lo junto de pessoas tão especiais para a música portuguesa" frisou, descrevendo a prestação como "uma das atuações mais especiais que alguma vez fiz".



 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EuClides/ Imagem: Pedro Pina | RTP / Vídeo: RTP

10 comentários:

  1. Diogo13:43

    Eu já o vejo em Roterdão. O politicamente correto e o "Vocês são maus, vocês são racistas." irão comover os portugueses.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo14:20

      Não estou a perceber este comentário...

      Eliminar
    2. Alan Braga dos Santos16:19

      Não está a perceber ou não quer perceber?

      Eliminar
    3. Anónimo17:15

      Continuo sem perceber do que estão a falar

      Eliminar
    4. Alex20:37

      Percebo o comentário do Alan.

      Desde 2012, votei SEMPRE em cantores de descendência afro (ou em temas com cantores de descendência afro nos coros) para ganhar o Festival RTP da Canção (exceto o meu voto em 2017 para o Salvador Sobral). Porquê? Porque as ditas canções me agradavam imenso.

      Este ano... lamento. Não gosto da canção do EU.CLIDES. Se gostasse, votaria. Mas não gosto. Não votarei nele SÓ PORQUE ele é africano. Mas já falei com muita gente que vai votar nele, até pessoas que admitem NÃO gostar da canção, que se estão a deixar influenciar pelo apelo Black Lives Matter.

      Eliminar
    5. Anónimo21:24

      @Alex Tens noção que na história do Festival há diversos vencedores com descendência africana?
      Eduarno Nascimento e a Sara Tavares são os dois primeiros que me vêm à memória

      Eliminar
    6. Anónimo21:57

      Continuo sem perceber a lógica, se os portugueses votam por causa da blm porque é que não votaram na Ariana, ela é afro descendente, o Virgul(compositor) é afro descendente, tinha bailarinos afro descendentes e a música está diretamente relacionada com a temática das blm e onde se pode ouvir o Martin Luther King a falar no princípio na canção.

      Também não percebo isso de "cantores de afro descendência nos coros", as Patrícias fazem os coros de praticamente todas as canções do festival.

      Eliminar
    7. Alex22:58

      @21:24 Agora sou eu que não percebo o teu comentário.

      A Sara é do Festival de 1994, no qual não houve televoto. MAS se tivesse havido (e se eu já tivesse idade na altura para compreender os festivais) teria votado na canção dela. É uma das vencedoras que mais gostei.

      O Eduardo Nascimento tinha uma boa canção (mas eu não era nascido na altura).

      Quanto ao EU.CLIDES não votarei nele, porque não gosto da canção dele. Vou votar numa outra canção... aliás, desculpem, JÁ votei nessa outra canção.

      Eliminar
  2. Estou em minoria. Mas adoro este tema e a voz dele. É a música que mais ouço deste festival. Não vence, óbvio. Mas mais que merecida a passagem à final.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo18:59

    Foi mesmo uma atuação muito especial. O tema, a voz, a simplicidade carismática. Gostei muito. Mais que merecida a passagem à final e se ganhasse também seria das atuações que ganharia muito bem. Acho que, tranquilamente, sem grandes alaridos, causa mesmo impacto.

    ResponderEliminar