Chipre: Governo responde às críticas da Igreja Ortodoxa


O governo cipriota respondeu ao Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa de Chipre e aos seus apelos para substituir “El Diablo”.


Na sequência dos apelos do Santo Sínodo da Igreja Ortodoxa de Chipre para que o governo intervenha na seleção da representante do país para a Eurovisão 2021, o governo emitiu agora uma declaração a clarificar a sua posição.

Na declaração é possível ler: "Respeitamos qualquer opinião do Santo Sínodo ou daqueles que discordam do título da canção que representará Chipre na Eurovisão deste ano. Ao mesmo tempo, porém, o Governo respeita integralmente a liberdade intelectual e artística de criação, que não pode ser mal interpretada ou restringida pelo título de uma canção e não deve ter dimensões desnecessárias".

Recorde que a Igreja Ortodoxa de Chipre pediu a retirada de "El Diablo" como representante cipriota por, na sua opinião, glorificar o diabo e a submissão à sua autoridade. Pode recordar a polémica completa AQUI.



 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Eurovoix / Imagem: Eurovision.tv / Vídeo: Panik Records

3 comentários:

  1. 😈😈😈😈😈 Esta música não é para padres, já vi que não... 😈😈😈😈😈

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:27

    Os submissos ao capiroto vao votar nessa porcaria e capaz dessa porcaria ganhar o festival. O que não falta é gente adoradora do capiroto por ai.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo04:40

      Nem doentes fanáticos como V. Exa. Por acaso, esta é só uma das músicas mais modernas a concurso este ano. Mas se não gosta, vá ajoelhar e cantar com o Padre Borga

      Eliminar