ESC2021: Marvin Dietmann é o diretor artístico da atuação de Blas Cantó em Roterdão


A emissora espanhola RTVE revelou que Marvin Dietmann, diretor de palco do Festival Eurovisão de 2015, 2017 e 2018, será o diretor artístico de Blas Cantó em Roterdão.

A emissora estatal de Espanha revelou, recentemente, que o austríaco Marvin Dietmann será o diretor artístico da atuação de Blas Cantó no Festival Eurovisão 2021 em Roterdão, sucedendo a Nicoline Refsing, responsável pela atuação do concurso que fora cancelado. 

O diretor foi o responsável pela atuação de Conchita Wurst no Festival Eurovisão 2014, bem como de ZOË e Cesár Sampson em Estocolmo e Lisboa, respetivamente, tendo sido também confirmado como responsável pela atuação de Sandro Nicolas no concurso do ano passado.  Além disso, Marvin Dietmann integrou as equipas de produção do Festival Eurovisão em quatro edições: em 2015, 2017 e 2018 assumiu o cargo de diretor de palco, tendo sido também assistente de produção em Kiev, enquanto em Telavive foi diretor da viewing room do Festival Eurovisão.

Blas Cantó foi escolhido internamente pela RTVE para representar Espanha no Festival Eurovisão 2020 com "Universo". Depois do cancelamento do certame, o cantor foi reconduzido para o concurso de 2021, com a canção a ser escolhida numa final nacional televisionada.


Estreante em 1961, Espanha conta com 59 participações no Festival Eurovisão, tendo ganho as edições de 1968 e 1969. Contudo, nos últimos 10 anos, o país apenas conquistou duas presenças no top10, contando com 7 participações abaixo da 20.ª posição. Em Telavive, Miki e "La Venda" representaram Espanha, terminando em 22.º lugar com 54 pontos, tendo sido a canção mais votada pelo público português.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTVE/Imagem/Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários