[ÁUDIO] Suécia: Aceda aos excertos das canções da semifinal 3 do 'Melodifestivalen 2021'



A emissora sueca SVT revelou excertos das sete canções a concurso na semifinal 3 do Melodifestivalen 2021.

A emissora estatal sueca SVT revelou, esta manhã, excertos das sete canções a concurso na semifinal 3 do Melodifestivalen 2021. Charlotte Perrelli, Emil Assergard, Klara Hammaström, Mustasch, Elisa, Alvaro Estrella e Tusse são os concorrentes da terceira semifinal, que terá lugar a 20 de fevereiro, disputando as duas vagas para a Grande Final e as duas vagas para o Andran Chansen. Christer Björkman, Per Andersson e Pernilla Wahlgren são os apresentadores da gala.

Aceda, de seguida, aos excertos revelados:

Estreante em 1958, a Suécia conta com 59 participações no Festival Eurovisão, sendo um dos países com melhores resultados da história com 6 vitórias no curriculum. Em Telavive, John Lundvik representou o país com "Too Late For Love", terminando em 5.º lugar com 334 pontos, tendo recebido 2 pontos do júri português. Em 2020, The Mamas representariam a Suécia em Roterdão com "Move".



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SVT/ Imagem: SVT / Vídeo: Eurovision.tv

4 comentários:

  1. Anónimo15:52

    Eu nao critico só porque sim. Mas na minha opinião mesmo, nunca vi um Melfest tão mau. Até agora safa-se o Danny Saucedo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nos últimos anos tem sido assim, fraquinho. A Suécia como sabe que fica sempre no top, tanto faz a música que leve, já nem se esforça. Mas isso é até um dia. Já levou uns valentes sustos com o televoto na Eurovisão. Quando os júris resolverem fazer o mesmo, a Suécia vai ter que reformular a sua seleção, senão está tramada.

      Eliminar
  2. Das sete propostas apenas só sobressai pela diferença Mustach e Elisa que não me entediou. Tudo o resto é Pop radiofónico mais que batido,uma seca.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo05:57

    De facto o melodifestivalen está terrível, insuportável...tal como nos últimos 12 anos...nesses anos todos a Suécia já teve resultados menos bons, mas nao foi por isso que mudou a sua estratégia. A forma como abordam o festival é unica, e não resulta por acaso, sabem o que estão a fazer. Nos ultimos anos a Suécia apenas, repito apenas, teve um "susto" no televoto, 2018. De resto ficou sempre no top 10....nao podem ter um ano em que as pessoas simplesmente nao apreciam a musica? Mesmo assim nesse ano tiveram mais televoto que nós...para nós nao é um susto, é o normal. Se acham assim tao mau nao vejam, simples. Este ano aposto que o vencedor deles será péssimo e vai ter um mau resultado ;)

    ResponderEliminar