Suécia: SVT revela novos detalhes do plano de contigência do 'Melodifestivalen 2021'


A emissora sueca SVT revelou, esta manhã, novos detalhes do plano de contigência para a realização do Melodifestivalen 2021 durante a pandemia de Covid-19.


Dez dias antes da estreia da edição deste ano, a emissora sueca SVT revelou novos detalhes do plano de contigência para a realização do Melodifestivalen 2021 durante a pandemia de Covid-19. Depois de revelar que os artistas estariam em bolhas durante os dias de ensaios e que as atuações dos ensaios poderiam ser usadas no direto, Anette Brattström, produtora do evento, revelou algumas das medidas tomadas pela SVT para o certame.

Ao contrário dos anos anteriores, cada atuação apenas poderá contar com 6 elementos em palco, em vez dos tradicionais 8, sendo que todos os intervenientes usarão sensores que tocarão quando uma pessoa estiver a menos de 1,5 metros de outra pessoa. Por sua vez, a SVT optou por não realizar testes a todos os participantes, apelando ao cumprimento de todas as regras sanitárias impostas pelo Governo.

Além disso, Karin Gunnarson, outra das produtoras do evento, explicou também que os ensaios de sexta-feira serão gravados para a transmissão no sábado, caso necessário, explicando também que, caso um artista adoeça durante a semana anterior, poderá ser substituído nos ensaios mas terá de atuar no sábado. Contudo, não explicou o que acontecerá caso um artista não possa comparecer nos ensaios e na atuação de sábado.


Aceda, de seguida, aos participantes no certame:

Semifinal 1 - 6 de fevereiro
1. Kadiatou Holm Keita - "One touch"
2. Lillasyster - "Pretender"
3. Jessica Andersson - "Horizon"
4. Paul Rey – "The Missing Piece"
5. Arvingarna - "Tänker inte alls gå hem"
6. Nathalie Brydolf - "Fingerprints"
7. Danny Saucedo - "Dandi Dansa"

Semifinal 2 - 13 de fevereiro
1. Anton Ewald - "New Religion"
2. Julia Alfrida - "Rich"
3. WAHL feat. SAMI - "90-talet"
4. Frida Green - "The silence"
5. Eva Rydberg & Ewa Roos - "Rena rama ding dong"
6. Patrik Jean - "Tears Run Dry"
7. Dotter - "Little Tot"

Semifinal 3 - 20 de fevereiro
1. Charlotte Perrelli - "Still Young"
2. Emil Assergård – "Om allting skiter sig"
3.  Klara Hammarström - "Beat Of Broken Hearts"
4. Mustasch - "Contagious"
5. Elisa Lindstöm - "Den du är"
6. Alvaro Estrella - "Baila Baila"
7. Tusse - "Voices"

Semifinal 4 - 27 de fevereiro
1. Tess Merkel – "Good Life"
2. Lovad - "Allting är precis likadant"
3. Efraim Leo - "Best Of Me"
4. The Mamas - "In The Middle"
5. Sannex - "All Inclusive"
6. Clara Klingenström - "Behöver inte dig idag"
7. Eric Saade - "Every Minute"

Estreante em 1958, a Suécia conta com 59 participações no Festival Eurovisão, sendo um dos países com melhores resultados da história com 6 vitórias no curriculum. Em Telavive, John Lundvik representou o país com "Too Late For Love", terminando em 5.º lugar com 334 pontos, tendo recebido 2 pontos do júri português. Em 2020, The Mamas representariam a Suécia em Roterdão com "Move".



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SVT/ Imagem: SVT / Vídeo: Eurovision.tv

2 comentários:

  1. Anónimo23:18

    Ou seja sem lógica. Meter os artistas em bolhas e com sensores em vez de testá-los????

    ResponderEliminar
  2. Anónimo02:57

    Ou seja eles podem participar e ter o virus... amazing! Christer Bjorkmann no seu melhor... a tentar salvaguardar o seu MF precioso sem olhar a meio para atingir os fins.

    ResponderEliminar