[Rumo a Roterdão] PONY X: "Seremos afetados pela falta do público, mas vamos dar o nosso melhor"


Os Pony X, duo composto pelo cantor Clarence e o DJ Pony, estão na corrida para representar a França no Festival Eurovisão 2021. Os artistas estiveram à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão.



Depois da seleção interna de 2020, França regressa, este ano, às finais nacionais para a seleção dos seus representantes para o Festival Eurovisão 2021 com o Eurovision France, C'Est Vous Qui Décidez. O evento, agendado para 30 de janeiro, contará com 12 candidatos na corrida para representar o país em Roterdão. O duo Pony X esteve à conversa com o ESCPORTUGAL na rubrica Rumo a Roterdão, onde falaram da sua experiência na corrida eurovisiva.

"Tenho estado em palco a maior parte da minha vida a fazer concertos. Desde a música clássica ao funk e, mais recentemente, electro com um toque de francês" começou por dizer Clarence, vocalista do grupo, e que anteriormente integrou a formação dos Ofenbach. Com origens no território ultramarino francês da Martinica, o cantor revelou-nos que apenas teve o primeiro contacto com a Eurovisão em 2014: "Não tenho televisão em casa mas deparei-me, nas redes sociais, com a atuação da Conchita Wurst no Festival Eurovisão e fiquei fascinado. Adorei o facto da Eurovisão ser aberto a todos os estilos musicais".

"Esse caldeirão de estilos musicais que é a Eurovisão foi um dos principais factores que levaram à nossa participação no concurso deste ano. Com Pony X, estamos felizes por trazer uma mistura de electro com composição francesa à final nacional" destacou, descrevendo "Amour fou" como "uma canção divertida e animada, onde os vocais são muito amplos e têm um grande alcance. A canção fala mesmo sobre uma apaixonante história de amor... quase tóxica, mas incorporada uma canção electrónica".

Prometendo uma atuação "cheia de energia, diversão e com muitas e boas vibrações", o vocalista do duo elogiou também a decisão da France 2 em realizar uma final nacional aberta: "Sinto que foi a melhor decisão que poderiam tomar. Sinto que é justo, para qualquer cantor, compositor ou letrista, ter a oportunidade de entrar na corrida para o Festival Eurovisão".

Confrontando com a possibilidade de representar França no Festival Eurovisão em Roterdão, Clarence garante que a canção foi feita a pensar num público abrangente: "Acho que a canção está optima para o público da Eurovisão, com imensas interações com a multidão. Quanto à encenação, vão ter de esperar para ver" frisou, garantindo que farão de tudo para sentir a falta do público aquando da competição, "Vamos dar o máximo de energia que pudermos mesmo que tenhamos de atuar sem público. Claro que seremos afetados pela falta de interação humana no nosso estilo de música, mas vamos dar o nosso melhor".

Recordando a prestação de Portugal em 2017, "com uma canção cheia de emoção e sinceridade", os Pony X garantem que França tem falhado os bons resultados pela forte concorrência no certame, "Achamos que a razão tem sido a grande eficácia das canções levadas pelos outros países. Mas gostaria de pensar que, caso os Pony X forem escolhidos, podemos ter a oportunidade de levar França de volta aos grandes resultados".

A formação recordou também os meses em que estão parados, frisando que a Covid-19 tem impedido também a viagem a Portugal: "Ainda não tivemos essa sorte. Mas quando a pandemia terminar, será um prazer para nós saborear alguns pásteis de nata debaixo do sol português".

 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários