[Olhares sobre o Eurovision France] Quem representará França no Festival Eurovisão 2021?


A quinta temporada do Olhares sobre as Finais Nacionais continua, esta tarde, com a escolha de França para o Festival Eurovisão 2021. Qual será a favorita dos elementos do painel?


Baseado no sucesso dos Olhares sobre o Festival Eurovisão, iniciativa criada em 2009, e depois do sucesso da edição da temporada passada do Olhares sobre as Finais Nacionais, o ESCPORTUGAL realiza, esta temporada, uma edição alargada da iniciativa de comentários e pontuações às canções das finais nacionais para o Festival Eurovisão. 

O Olhares sobre as Finais Nacionais 2021 chega, hoje, à terceira decisão da temporada: a Final do Eurovision France, C'Est Vous Quis Décidez. Doze canções estão na corrida, sendo que os elementos do ESCPORTUGAL Regiões votaram nas suas candidaturas favoritas, deixando um comentário sobre qual a canção que gostariam de ver a representar França em Roterdão.

Conheça, de seguida, as preferências do painel de comentadores:

Adão Nogueira aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
França volta às finais nacionais e ainda bem. É sempre bom ver a nacional francesa, pois apresenta variedade e boas músicas, sem deixar de parte as suas origens. O Eurovision France, c’est vous qui décidez! 2021 apresenta três boas músicas que poderão concorrer pela vitória mas na minha opinião apenas uma a poderá levar novamente ao top 10. Esse aposta será Barbara Pravi e a sua “Voilá”. Uma balada eficaz e emocionante, com drama mas na dose certa e em que Barbara com a sua voz pura e clara não precisará de muito cenário, apenas com o suave toque do piano, a sua presença e expressões faciais enchem o palco. 

Ana Branco aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
O que dizer de "Voilà" que não estará já escrito por tantas outras mãos? Barbara traz frescura, emoção, cultura, tradição, poesia e música, no seu estado puro e duro, ao certame eurovisivo. Quando ouvi "Voilà", senti no meu coração a melodia vencedora. França optou bem, este ano, por trazer de novo um concurso para selecção da música concorrente à Eurovisão 2021. Que bom ouvir tanta música boa. E que bom termos a Bárbara, a trazer o francês para a ribalta. Quiçá tenhamos aqui já a vencedora deste ano. A música intemporal de "Voilá" fez-me lembrar as emoções que tive com "Repondéz-Moi", algo que só a música em francês pode trazer, com toda a sua qualidade. Bravo, Barbara, bravo!

André Fernandes aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
A França volta a apostar numa escolha pública e tenta um novo formato face aos péssimos resultados do Destination Eurovision (2018-19). O lote de canções apresentado é variado e há várias boas propostas. A minha preferência vai, de longe, para Barbara Pravi. "Voilà" tem uma sonoridade tipicamente francesa (sobe, sobe e rodopia) , tal qual uma Édith Piaf ou Barbara. Nesta canção a artista, que já escreveu alguns temas para o festival Júnior (inclusive "J'imagine" com o qual Valentina ganhou em 2020), revela-se tal como ela é e sai da sombra com um poema delicado e intenso. As aparições que ela tem feito em televisão confirmam as suas qualidades como intérprete.


André Pereira aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Esperava muito mais qualidade musical nesta final nacional, depois do bom lote de canções apresentados em 2018 e 2019. A minha favorita é "Voilà" de Barbara Pravi, que depois de ter sido a compositora vencedora do Festival Eurovisão Júnior 2020, consegue trazer uma excelente canção francesa e bonita de se ouvir. Acredito que certamente poderá chegar ao TOP10 no Festival Eurovisão.

Carlos Fernandes aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Uma canção com um som francês, mas ao mesmo tempo original... Adoro a letra e a melodia e a voz da Barbara Pravi. Na minha humilde opinião, é uma forte candidata a vencer o Festival Eurovisão 2021 se for escolhida na França. 

Cláudio Guerreiro aposta em "Pourvu qu'on m'aime" e Juliette Moraine
França apresenta-nos este ano uma final que deixa muito a desejar, infelizmente. Depois de ouvir todas as músicas, sinto que a maior parte delas não são más, mas não acrescentam muito ao mundo da música. No entanto, destaco duas boas baladas a cargo de intérpretes femininas: "Pourvu qu'on m'aime" e "Voilà". Ambas apresentaram grandes intérpretes, mas a minha preferência acaba por recair na primeira, porque apresenta um instrumental mais rico e memorável. 


Diogo Martins aposta em "Tutti" e Casanova
No geral, gostei bastante das canções desta final nacional. Contudo, a que destaco foi aquela que me agradou mais: "Tutti" dos Casanova. Admito que me conquistou completamente. Uma canção bem disposta, com um refrão que fica na cabeça. Realço também o carisma e a competência de Casanova... Sinceramente, só já canto "la la la ".

Diogo Quintais aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Na final nacional francesa deste ano, as minhas duas cações favoritas são a "Alléluia" e "Voilà". Por um lado, temos "Alléluia" que nos remete  de imediato a uma influencia de outras culturas na musica francesa. Isto faz desde canção uma aposta muito boa para a França levar ao Festival Eurovisão dado a questões como o racismo como tópicos de topo na sociedade atual. No entanto, há uma opção muito tradicional francesa, onde basta ouvir os primeiros segundos para nos levar de imediato às ruas de Paris. Penso que esta será a razão pela qual Barbara Pravi irá vencer a Final Nacional e assim, é também a minha aposta como vencedora da noite!

Emanuel Filipe aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Para mim, "Voilá" poderia ser a melhor canção da França na Eurovisão desde 2009. Ouvimos, e associamos imediatamente ao país, não apenas pela língua, que é aliás partilhada com vários outros países, mas pelo estilo musical. As únicas críticas que tenho visto a esta proposta é o facto de ser "demasiado cliché". Demasiado cliché é uma pessoa ter de levar com a Torre Eiffel ano após ano. Para mim isto nada tem de cliché, apenas pertence a um estilo de música muito específico. Seria como se nós levassemos um Fado. Teria obviamente que partilhar certos elementos com as restantes canções dentro do género, mas isso não faria da nossa proposta cliché. Adoro a interpretação, aquela atmosfera tão francesa que a canção cria, é como se de repente estivéssemos num qualquer bairro parisiense. Penso que é a única música a concurso que pode dar um resultado decente a França, embora goste de mais propostas.
   
Gonçalo Canhoto aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
A pré-seleção francesa é a primeira deste ano a encher-me por completo as medidas: aplaudo a diversidade e a (muita) qualidade. A primeira vez que escutei "Voilà" fiquei hipnotizado. Uma canção com clara inspiração nos clássicos da música francesa, brilhantemente interpretada por Barbara Pravi. Aliás, é a sua voz comovente, aliada a um instrumental intenso, que nos envolve num dramatismo crescente e que torna o último minuto um momento musical de tirar o fôlego. Destaco ainda o gigantesco potencial para fazer da apresentação em palco desta proposta três minutos soberbos e carregados de emoção. Ainda que seja cedo para fazer previsões, julgo que Barbara Pravi é quem parte de uma melhor posição para fazer os franceses sonhar com uma boa classificação. 

Hugo Sepúlveda aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Num ano em que as finais nacionais foram reduzidas, França optou por reavivar a sua! Uma seleção com alguma diversidade e alguns gostos duvidosos, daqueles que nos fazem perguntar sobre a qualidade daqueles que não chegaram a finalistas! A favorita desde há muito que destacou, mas todos sabemos que nem sempre isso quer dizer alguma coisa! Neste caso, espero que sim! Bárbara Pravi e "Voilá" trazem-nos uma classe e uma qualidade de uma forma simplesmente sublime! Expressividade, voz, melodia e até a letra e.. Voilá! (trocadilho óbvio, claro!) Um conjunto que reflecte excelência! São, sem dúvida, a melhor aposta que França pode fazer. 


João Barateiro aposta em "Tutti" e Casanova
Provavelmente estou na minoria, e foi uma decisão complicada entre esta canção e "Voilà", mas decidi dar o favoritismo a "Tutti". Proposta memorável e alegre, que transmite uma excelente vibe, para não falar de que Casanova é um excelente intérprete. Talvez a música necessitasse de um pequeno revamp mas pessoalmente estou extremamente satisfeito e acho que tem o seu potencial, o nível é que é muito alto. Acho também interessante o facto de ele ter incluído o idioma da ilha da qual ele é originário (Córsega). Tem tudo o que precisamos num momento complicado.

João Costa aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Embora veja muito potencial na Philippine, a canção que apresenta nesta final nacional não me parece suficiente para uma vitória no meio deste lote de propostas francesas. A vitória certamente não escapará a Barbara Pravi, que embora, não tenha uma música que me pareça que vá fazer parte das minhas preferidas na Eurovisão, chega perfeitamente para vencer com destaque esta competição. Uma palavra também para a proposta dos Andriamad, que gostei no geral, mais até que a da Philippine mas não me parece tão forte quando a de Barbara Pravi.

João Diogo aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
França está felizmente de volta às finais nacionais (nunca deviam ter cancelado o Destination Eurovision). Esta é uma final cheia de boas canções, não há uma única canção má, e que tem, para mim, uma vencedora óbvia. "Voilà" está léguas acima de todas as outras e tem aquele charme, aquele "je ne sais quoi" de vencedora. É absolutamente soberba, totalmente diferente de tudo o resto e capta a nossa atenção desde o início. Não é coincidência que Barbara Pravi já confessou que Amar Pelos Dois é a sua canção eurovisiva favorita. E se Salvador Sobral ganhou...

João Vargas aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Confesso que no conjunto acho esta final nacional desinteressante e não sou apaixonado por nenhuma das canções. No entanto, a vítória irá recair sobre Barbara Pravi e o tema "Voilá", não dando grandes hipóteses a toda a concorrência. Bárbara consegue transmitir toda a sua emoção para esta canção e o seu carima é notório (apesar de não achar "Violá" uma obra de arte). Ainda não será este ano que França irá lutar por um lugar no pódio. 


Luís Coelho aposta em "On A Mangé Le Soleil" e Céphaz
Sem dúvida alguma, a minha canção favorita para representar França em Roterdão é "On A Mangé Le Soleil". Uma canção bastante alegre e divertida, de onde destaco bastante o instrumental. Acredito que seria uma grande aposta de França.

Márcia Santana aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
"Voilà" lembra-me a injustiçada "Tout les deux" da Seemone de 2019. Espero que não tenho o mesmo fim e que seja a vencedora incontestável desta Final Nacional de França. Elegante, delicada, inspiradora. Acho que são os adjectivos que mais se adequam a esta obra prima com que a Barbara Pravi nos presenteia.

Nuno Carrilho aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Depois de uma seleção interna em 2020, França regressa às finais nacionais para o Festival Eurovisão 2021. Com um lote bastante interessante de propostas, em que facilmente escolheria 5 ou 6 canções aptas para Roterdão, a minha pontuação máxima vai para "Voilà", ainda que com algumas reticências... Sinto que é um regresso às origens de França no concurso e uma canção que facilmente conquista o júri e grandes franjas do público. O único aspecto em que tenho algumas dúvidas está relacionado com a atuação em palco... mas estas serão desfeitas na noite de hoje.

Pedro Caramba aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
A minha escolha vai para a canção "Voilá". Típica canção francesa. Uma balada que vai crescendo de princípio a fim. Excelente interpretação por parte da cantora, aliado a um poema maravilhoso. A meu ver, a escolha mais segura para Roterdão. 


Ricardo Simões aposta em "Alléluia" e Andriamad
O Eurovision France, C'Est Vous Qui Décidez! é uma final de elevada qualidade. Gostei de várias canções, de tal modo que me foi difícil escolher uma preferida. Acredito que a canção que poderá trazer o melhor resultado à França será "Voilà" da Barbara Pravi que nos traz uma canção delicada juntamente com uma atuação impecável, tendo-me feito lembrar até de "Amar Pelos Dois". Porém rendi-me ao duo eletrónico Andriamad e à sua canção "Alléluia".  Este é um tema com um ritmo contagiante e uma mensagem bonita sobre a união e a diversidade pois somos todos "People of the world". Rapidamente se tornou um vício para mim e acredito que têm potencial para que tudo lhes corra bem. 👁 Facilmente a França irá bem representada para a Eurovisão 2021 pois boas opções não faltam.

Rui Duarte aposta em "Voilà" e Barbara Pravi
Confesso que fiquei um pouco desapontado com a generalidade das canções da seleção francesa. Fazendo um termo de comparação com o que nos apresentaram em 2018/2019, é notável a queda da qualidade das mesmas, No entanto, "Voilà" da Barbara Pravi, reúne todas as componentes de uma música de excelência! Orquestração, composição, voz, sentimento, excentricidade, tudo! Acredito que será uma séria candidata à vitória. 

Aceda, de seguida, aos resultados das votações de 21 comentadores do painel do Olhares sobre as Finais Nacionais:
(cada elemento votou no seu top10 segundo a escala eurovisiva)


1.º Barbara Pravi - "Voilà" - 231 pontos (17 PM em 21)
2. º Andriamad - "Alléluia" - 157 pontos (1 PM em 21)
3. ºPhilippine - "Bah Non"  - 141 pontos
4. º Juliette Moraine - "Pourvu Qu'on M'Aime" - 116 pontos (1 PM em 21)
5.º Poney X - "Amour Fou" - 106 pontos 
6.º LMK - "Magique" - 98 pontos
7.º  Casanova - "Tutti"- 94 pontos (2 PM em 21)
9.º  Ali - "Paris Me Dit"- 63 pontos
10.º Cephaz - "On A Mangé Le Soleil" - 59 pontos (1 PM em 21)
12.ºAmui - "Maeva"  - 33 pontos


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários