[CONFIRMADO] Suécia: Annexet recebe todas as galas do 'Melodifestivalen 2021'


 Um dos participantes no certame sueco confirmou ao ESCPORTUGAL que o Annexet, arena adjacente ao Globen Arena, é a escolha da SVT para receber o Melodifestivalen 2021.

Devido à pandemia de Covid-19, a emissora estatal sueca SVT decidiu cancelar a habitual tournée do Melodifestivalen 2021, concentrando as seis galas do formato num estúdio de televisão sem audiência. Depois de ser avançado pela imprensa sueca, um dos concorrentes do certame confirmou ao ESCPORTUGAL que o Annexet é o local escolhido para receber a final nacional sueca.

Localizado no complexo do Globen Arena em Estocolmo, o espaço tem capacidade para mais de três mil pessoas, tendo serviço de suporte à organização do Festival Eurovisão de 2016. "A SVT procurava um local onde pudesse ser construído um palco grande, tal como na Eurovisão, e com fáceis acessos" escreveu anteriormente o jornal, frisando que o plano inicial da SVT era a realização do concurso num hangar de aeronaves em Arlanda, "o transporte do material tornou-se complicado, especialmente com o aumento da pandemia e das restrições".

O Melodifestivalen 2021 será constituído por seis galas, estando o início das semifinais marcado para 6 de feverereiro. Os dois candidatos mais votados pelo público em cada gala conquistarão o apuramento direto para a Grande Final, enquanto os terceiros e quartos lugares disputarão as últimas quatro vagas no Andra Chansen a 6 de março. Por fim, a Grande Final terá lugar a 13 de março e contará com 12 temas na corrida para representar a Suécia no Festival Eurovisão 2021.

Aceda, de seguida, aos participantes no certame:

Danny Saucedo - "Dandi Dansa"
Lovad - "Allting är precis likadant"
Kadiatou Holm Keita - "Contagious"
Mustasch - "Contagious"
Eva Rydberg & Ewa Roos - "Rena rama ding dong"
Emil Assergård – "Om allting skiter sig"
Tess Merkel – "Good Life"
Paul Rey – "The Missing Piece"
Arvingarna - "Tänker inte alls gå hem"
Dotter - "Little Tot"
Elisa Lindstöm - "Den du är"
Lillasyster - "Pretender"
Frida Green - "The silence"
Charlotte Perrelli - "Still Young"
Patrik Jean - "Tears Run Dry"
WAHL feat. SAMI - "90-talet"
Nathalie Brydolf - "Fingerprints"
Anton Ewald - "New Religion"
The Mamas - "In The Middle"
Jessica Andersson - "Horizon"
Sannex - "All Inclusive"
Clara Klingenström - "Behöver inte dig idag"
Efraim Leo - "Best Of Me"
Tusse - "Voices"
Julia Alfrida - "Rich"
Alvaro Estrella - "Baila Baila"
 Klara Hammarström - "Beat Of Broken Hearts"
Eric Saade - "Every Minute"

Estreante em 1958, a Suécia conta com 59 participações no Festival Eurovisão, sendo um dos países com melhores resultados da história com 6 vitórias no curriculum. Em Telavive, John Lundvik representou o país com "Too Late For Love", terminando em 5.º lugar com 334 pontos, tendo recebido 2 pontos do júri português. Em 2020, The Mamas representariam a Suécia em Roterdão com "Move".



Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: SVT / Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários