[ESPECIAL] Curiosidades sobre o Festival Eurovisão Júnior 2020

 

Além de ficar para a história como o primeiro concurso eurovisivo com atuações pré-gravadas, o Festival Eurovisão Júnior 2020 registou também algumas marcas históricas.


França conquistou a sua primeira vitória no Festival Eurovisão Júnior com apenas quatro participações no certame (2004 e 2018-2020). Esta é a primeira vez que França conquista uma vitória eurovisiva desde o triunfo no Festival Eurovisão de Jovens Dançarinos de 1989.

Pela sexta vez em dezoito edições, o último país a atuar sagrou-se vencedor do Festival Eurovisão Júnior. Tal já havia acontecido em 2005 (16), 2006 (15), 2007 (17), 2016 (17) e 2018 (20).

Depois dos triunfos de Espanha e Itália, em 2004 e 2014, respetivamente, França é o terceiro país dos Big5 a vencer o Festival Eurovisão Júnior.

Pela primeira vez desde a instauração do atual sistema de votação, o vencedor do Festival Eurovisão Júnior foi o favorito dos júris nacionais e da votação online, sendo também a primeira vez que o favorito do júri é o vencedor do certame.

Devido à pré-gravação das atuações, o Festival Eurovisão Júnior 2020 é o primeiro concurso eurovisivo desde o Festival Eurovisão da Dança que o júri e o público votam baseados na mesma atuação.

O Francês torna-se na 12.ª língua a triunfar no Festival Eurovisão Júnior, sendo a primeira vez desde 2016 que a canção vencedora não foi interpretada parcialmente em inglês.

Cazaquistão e Espanha repetiram as mesmas posições do ano passado, segundo e terceiro lugar, respetivamente, e consolidam-se como os países com melhor média de classificação no concurso. Também os Países Baixos, quarto classificado, repetiu a classificação alcançada em 2019.

Espanha, com seis participações, continua a marcar presença no top4 de todas as edições, registando uma vitória (2004), dois segundos (2003 e 2005), dois terceiros (2019 e 2020) e um quarto lugar (2006). França e Cazaquistão também continuam a marcar presença no top 10 de todas as edições a que concorreram.

Depois de duas vitórias consecutivas, a Polónia ficou em 9.º lugar da classificação, sendo o seu pior resultado desde 2016, ano em que ficou em 11.º lugar entre 17 países.

A Rússia continua com uma crise de resultados no concurso, tendo terminado em 10.º lugar, o segundo pior registo desde a sua estreia. Em 16 participações, o país ficou abaixo da 9.ª posição em apenas 3 ocasiões: 2018, 2019 e 2020.

Além disso, "My New Day" conquistou um total de 88 pontos, recebendo a mesma pontuação do público online (44) e dos júris nacionais (44).

Alemanha fez a sua estreia no concurso infanto-juvenil e ficou em último lugar, repetindo o sucedido nas estreias da Polónia (2003), Albânia (2012) e País de Gales (2018).

Ao ter apenas 12 países participantes, o número mínimo exigido pela EBU/UER, o Festival Eurovisão 2020 junta-se à edição de 2012 e 2013 nos anos com o mais baixo número de concorrentes.

A edição deste ano alcançou também o recorde do maior número de desistências. Albânia, Arménia, Austrália, Irlanda, Itália, Macedónia do Norte, País de Gales e Portugal ausentaram-se do concurso devido à pandemia de Covid-19.

Varsóvia recebeu um evento eurovisivo pela terceira vez, depois de ter sediado o Festival Eurovisão de Jovens Músicos de 1994 e o Festival Eurovisão de Jovens Dançarinos de 2005. Esta foi a primeira vez que o concurso infanto-juvenil foi realizado no mesmo país em dois anos consecutivos.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal/Imagem/Vídeo: JuniorEurovision.tv

Sem comentários