JESC2020: RTSH revela razões da retirada do Festival Eurovisão Júnior 2020

 
O chefe de delegação da Albânia revelou as razões da saída do país do Festival Eurovisão Júnior 2020.

Kleart Duraj, chefe de delegação da Albânia nos concursos eurovisivos, revelou, em entrevista ao ESCPlus, as razões da saída do país do Festival Eurovisão Júnior 2020. "Nós desistimos por causa da pandemia de Covid-19 e planeamos voltar assim que a situação volte ao normal" referiu Kleart Duraj, apontando o regresso do país num futuro próximo, "Estamos a falar de crianças e não poderíamos, de forma alguma, colocar em risco algum participante. Além disso, não tínhamos autorização do Governo para realizar uma final nacional devido às restrições impostas para o controlo da pandemia".
 
O Festival Eurovisão Júnior 2020, que terá lugar em Varsóvia, contará com treze países a concurso: Alemanha, Arménia, Bielorrússia, Cazaquistão, Espanha, França, Geórgia, Malta, Países Baixos, Polónia, Rússia, Sérvia e Ucrânia.  Albânia, Austrália, Irlanda, Itália, Macedónia do Norte, País de Gales e Portugal marcaram presença no concurso em 2019, mas optaram por ficar de fora do concurso deste ano, que ficará marcado por atuações pré-gravadas nos países de origem.

Estreante em 2012, a Albânia participou em 6 edições do Festival Eurovisão Júnior, tendo como melhor resultado o quinto lugar alcançado na edição de 2015. Em Gliwice, Isea Çili representou a Albânia com "Mikja ime fëmijëri", terminando em 17.º lugar com 36 pontos, nenhum deles de Portugal, sendo o pior resultado de sempre do país.
 


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPlus/ Imagem: Google /Vídeo: Youtube

Sem comentários