Cirque du Soleil entra com pedido de insolvência


O Cirque du Soleil, a maior companhia circense do mundo, entrou com pedido de insolvência. A companhia foi responsável pela abertura da Final do Festival Eurovisão 2009.

Fundada em junho de 1984 na cidade de Baie-Saint-Paul, no Canadá, pelos artistas de rua Guy Laliberté e Gilles Ste-Croix, sendo atualmente a maior companhia circense do mundo, o Cirque du Soleil entrou com pedido de insolvência. O anúncio foi feito esta semana com a empresa com sede em Montreal a justificar o pedido de insolvência agora decretado pela "enorme interrupção e encerramento forçado de exibições como resultado da pandemia de covid-19".

A reestruturação da dívida com assistência do governo do Canadá e de empresas de private equity é o objetivo da companhia que suspendeu, há três meses, toda a produção dos seus espetáculos. Segundo a CNN, a companhia terá cerca de 890 milhões de euros em dívida, frisando que a mesma despedirá 3500 funcionários, que tenciona recontratar após a resolução da dívida. "Nos últimos 36 anos, o Cirque du Soleil tem sido uma organização altamente bem-sucedida e lucrativa (...) No entanto, com zero de receitas desde o encerramento forçado de todos os nossos espetáculos devido à covid-19, a administração teve que agir rapidamente para proteger o futuro da empresa" defendeu Daniel Lamarre, CEO do Cirque du Soleil Entertainment Group, em comunicado.

Em 2009, o Cirque du Soleil foi contratado pela emissora russa Channel One (C1R) para a abertura da Grande Final do Festival Eurovisão 2009, evento que teve lugar em Moscovo.


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: CNN/ Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários