[ESPECIAL] Recorde connosco alguns dos melhores momentos do Festival Eurovisão de Jovens Músicos


A 20.ª edição do Festival Eurovisão de Jovens Músicos teria lugar hoje, 21 de junho, em Zagreb, tendo o evento sido adiado devido à pandemia de Covid-19. Recorde connosco alguns dos melhores momentos da história do concurso.

Criado em 1982, o Festival Eurovisão de Jovens Músicos é um concurso bienal de música clássica para jovens artistas com idades entre os 12 e os 21 anos. A 20.ª edição do certame teria lugar hoje, 21 de junho, em Zagreb, tendo o evento sido adiado devido à pandemia de Covid-19. Para assinalar a data, o ESCPORTUGAL convida-o a recordar alguns dos melhores momentos da história do evento.
 
Manchester recebeu a primeira edição do concurso que contou com 6 participantes
A 11 de maio de 1982, o Free Trade Hall, em Manchester, recebeu a primeira edição do Festival Eurovisão de Jovens Músicos. Apresentado por Humphrey Burton, o evento contou com 6 países participantes, cujos representantes foram acompanhados pela Orquestra Filarmónica da BBC. Devido à impossibilidade de contar com 9 participantes, os quatro países escandinavos (Dinamarca, Noruega, Finlândia e Suécia) enviaram um participante conjunto através da Noruega. A Alemanha venceu a edição, seguida de França e Suíça, enquanto as classificações do Reino Unido, Noruega e Áustria nunca foram reveladas.

 
Portugal tentou participar em 1986, ano que em apareceram as semifinais
Realizada em 1986, a terceira edição do concurso teve lugar em Copenhaga e ficou marcada pela implementação de duas rondas de apuramento. Quinze países participaram na qualificação, com França (vencedora), Reino Unido, Jugoslávia, Finlândia e Suíça a marcarem presença na Final do concurso. Portugal tentou participar no Festival Eurovisão de Jovens Músicos de 1986, mas a RTP acabou por retirar a inscrição pela impossibilidade de escolher um "candidato qualificado".

  
Três edições não contaram com o país vencedor em título
Ao longo da história do concurso, três edições do Festival Eurovisão de Jovens Músicos não contaram com o país vencedor em título. A primeira vez que tal aconteceu foi em 1992: os Países Baixos, vencedor em 1990, não marcaram presença na edição sediada em Bruxelas. O mesmo voltará a acontecer em 1998, com a Alemanha, vencedora de 1996, a falhar a participação, e na edição de 2020, com a Rússia a ficar de fora dos países participantes.
 
 
Áustria lidera as vitórias no Festival Eurovisão de Jovens Músicos
Com 18 participações e 14 presenças na Final, a Áustria é o país com maior número de vitórias no certame: 5. O país venceu as edições de 1988, 1998, 2002, 2004 e 2014, sendo o único país a vencer duas edições consecutivas. A Polónia, vencedora em 1992, 2000 e 2016, segue-se na tabela, com a Alemanha (1982 e 1996) e Países Baixos (1984 e 1990) a contarem com duas vitórias.


O violino é o instrumento mais usado pelos vencedores
Com vinte e quatro instrumentos a serem utilizados pelos participantes ao longo da história, o violino é o instrumento que mais vezes foi usado pelo vencedor do concurso: 8 edições (1984/88/92/96/98/02/04/14). O piano, usado por cinco vencedores, e o violoncelo, usado por 2 vencedores, seguem-se na tabela, com o clarinete, flauta, viola e saxofone a contarem com uma vitória cada um.


Portugal participou em quatro edições do evento
Depois da tentativa falhada em 1986, Portugal fez a sua estreia no concurso em 1990, com António Quitalo a tocar trompete na semifinal. O artista falhou o apuramento, tendo também ficado de fora da Final nas duas participações seguintes: em 1994 foi representado por Ruben Santos (trombone) e em 1996 por Raquel Queirós (violino). Fora do concurso das edições de 1998 a 2012, Portugal regressou ao evento em 2014, com André Gunko (violoncelo) a representar Portugal na Final do certame pela primeira vez, tendo em conta que não existiram semifinais.


O Centro Cultural de Belém recebeu a edição de 1996
Inaugurado em janeiro de 1992 para sediar os trabalhos da Presidência de Portugal da União Europeia, o Centro Cultural de Belém, em Lisboa, foi o local escolhido pela EBU/UER para receber o Festival Eurovisão de Jovens Músicos. Vinte e quatro países prestaram provas, mas apenas oito marcaram presença na Final, com Portugal a falhar o apuramento. A Alemanha venceu a competição, seguida da Áustria e da Estónia.


Viena recebeu 6 edições do Festival Eurovisão de Jovens Músicos
A cidade de Viena, na Áustria, é a cidade que mais edições recebeu do Festival Eurovisão de Jovens Músicos: 6. O Musikverein e o Konzerthaus receberam as edições de 1990 e 1998, respetivamente, enquanto Rathausplatz, uma das praças mais conhecidas da cidade, foi a escolhida para as edições de 2006, 2008, 2010 e 2012. A Alemanha recebeu 3 edições do concurso, com Berlim a organizar o evento de 2002 e Colónia as de 2014 e 2016, enquanto o Reino Unido (Manchester e Edimburgo) e a Suíça (Genebra e Lucerne) a receberem 2 edições.


Duas arenas receberam o Festival Eurovisão
Em 20 edições (e tendo em conta que muitas das edições foram realizadas ao ar livre), apenas duas arenas do Festival Eurovisão de Jovens Músicos receberam também o Festival Eurovisão. A Grieg Hall, recinto localizado em Bergen, foi a escolhida para receber o Festival Eurovisão de 1986, tendo acolhido o Festival Eurovisão de Jovens Músicos de 2000. Por outro lado, o Usher Hall, sede do concurso de 1974, recebeu o Festival Eurovisão de Jovens Músicos de 2018, em Edimburgo.


A edição de 2020 foi adiada devido à pandemia de Covid-19
A 20.ª edição do Festival Eurovisão de Jovens Músicos teria lugar a 17 (semifinal) e 21 (Final) de junho na Praça do Rei Tomislav, em Zagreb, sendo a primeira vez que a Croácia acolheria um evento eurovisivo após a dissolução da Jugoslávia. Onze países marcariam presença, com a Croácia (Ivan Petrović-Poljak) e a Suécia (Tekla Nilsson) a terem já escolhido os seus representantes antes do adiamento do evento devido à pandemia de Covid-19.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPortugal / Imagem: Google/ Vìdeo: Youtube

Sem comentários