Revelados alguns dos monumentos iluminados no 'Eurovision: Europe Shine A Light'


Bélgica, Chipre, Grécia e Lituânia revelaram os monumentos que estarão em destaque no Eurovision: Europe Shine A Light, programa que substituirá o Festival Eurovisão 2020 a 16 de maio.

A emissora alemã ARD revelou, recentemente, que um dos segmentos do Eurovision: Europe Shine A Light, programa que substituirá o Festival Eurovisão 2020 a 16 de maio, contará com monumentos iluminados de toda a Europa. Apesar de não ter sido confirmado o número de monumentos iluminados, algumas emissoras estatais já revelaram quais os monumentos que estarão presentes na transmissão televisiva. Atomium (Bélgica), Palácio Presidencial de Nicósia (Chipre), Acrópole de Atenas (Grécia) e o Teatro Nacional de Ópera e Ballet de Vilnius (Lituânia) são os monumentos já confirmados, com a imprensa italiana a avançar que será a Arena de Verona a escolha da RAI.
 


 
Com duração estimada de 2 horas, o Eurovision: Europe Shine a Light será apresentado por Chantal Janzen, Edsilia Rombley (ESC1998/2007) e Jan Smit e servirá de homenagem às 41 canções do Festival Eurovisão 2020. Michael Schulte (Alemanha 2018) interpretará "Ein Bisschen Frieden", canção vencedora de 1982, ao lado de Ilse DeLange (Países Baixos 2014), enquanto Mans Zelmerlöw (Suécia 2015) e Marija Serifovic (Sérvia 2007) darão voz aos temas com que venceram o concurso. Duncan Laurence (Países Baixos 2019) e Netta Barzilai (Israel 2018) também estão confirmados no programa especial, enquanto vários participantes no Festival Eurovisão Júnior interpretarão, em conjunto, "Hallelujah", canção vencedora de 1979, ao lado de Gali Atari (Israel 1979). A Orquestra Filarmónica de Roterdão também marcará presença na transmissão especial.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EBU/ Imagem: Google / Vídeo: Eurovision.tv

1 comentário:

  1. Anónimo13:06

    Em Portugal, quase de certeza que vai ser a Torre de Belém.

    ResponderEliminar