ESC2020: Plano B passa por gravar as atuações em cada país

A UER terá um plano B caso o Eurovision Song Contest 2020 não possa ser realizado: gravar as atuações de cada país nos respetívos estúdios de TV.




A União Europeia de Radiodifusão revelou hoje que a organização do Festival da Eurovisão de 2020 está a correr conforme o planeado. No entanto, a RTVSLO, emissora pública da Eslovénia, revelou que existe um plano B.

Caso não seja possível organizar a Eurovisão 2020 em Roterdão, devido à epidemia do corona vírus, a alternativa passará por filmar as atuações em cada país. Se este cenário for para a frente, cada televisão mostraria a sua gravação feita no seu próprio estúdio de TV. 

O artigo que dá conta desta informação é da própria RTVSLO, como pode consultar AQUI. A organização da Eurovisão deve continuar como o planeado, por agora, mas caso a sua realização não seja permitida esta deverá ser a opção tomada pela União Europeia de Radiodifusão.


Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: RTVSLO / Imagem: Eurovision.tv

14 comentários:

  1. Anónimo20:15

    Então a atuação portuguesa vai ser terrível

    ResponderEliminar
  2. Anónimo20:17

    Isso é que não! Não ponham a nossa atuação nas mãos da RTP.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo20:26

    Lol agora é que estamos F#@=€£&

    ResponderEliminar
  4. Anónimo20:56

    Agora é que é o último lugar garantido...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:53

    Obviamente a saúde e segurança das pessoas está em primeiro lugar, mas não conseguindo realizar os espetáculos nas condições previstas (o que penso que já toda a gente percebeu que tendo em conta a situação atual é altamente improvável), esta solução parece ser tão injusta (mas se é o plano B, é porque não se consegue mesmo fazer melhor, é diferente de ver as coisas do lado de fora). Mas sinceramente não consigo mesmo ver algo positivo nesta solução. Vai haver sempre injustiças pois as diferentes emissoras têm diferentes meios mesmo que hajam regras e limitações quanto ao que pode ser utilizado. Falam da RTP (muito provavelmente na brincadeira) mas sinceramente não seríamos o país em pior situação (pois uma coisa é não se importar com o conceito da performance, outra coisa é não saber produzi-la). Como San Marino ou a Moldávia poderão estar em pé de igualdade com uma Suécia ou Rússia? E, para mim, o pior é o desgosto que seria (será) para os holandeses que acho que toda a gente o entusiasmo com que estavam a viver este momento e para muitos do artistas envolvidos que teriam aqui uma oportunidade única (só me vem à cabeça o caso da Samanta Tina que tantas vezes tentou e agora que tinha a oportunidade, não a vai conseguir aproveitar plenamente). Talvez pareci um pouco dramático :D, mas é apenas uma reflexão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:59

      Tudo dito!

      Eliminar
    2. Anónimo22:18

      Anónimo das 21:53. Acho q disse tudo. Filmar as atuações nas estações é ridículo e injusto. Já para não falar q isso não é a Eurovisão. Não vai dar graça alguma e tal como disse seria uma situação bastante frustrante para os artistas e também para os holandeses, que já estavam a espera de vencer outra vez há mais de 40 anos. Na minha opinião a melhor situação, se isto não melhorar, seria adiar ou para Setembro ou, sinceramente, para 2021. O problema aí é a q as músicas já não poderiam ser as mesmas. O que tbm seria um pouco mau para alguns artistas que já andavam a tentar representar o seu país há anos.

      Eliminar
    3. Anónimo23:35

      @22:18 Talvez adiar para Julho ou Agosto seria uma melhor ideia?
      No verão esta epidemia já deve ter acabado e são 2 ou 3 meses de diferença.
      Pergunto-me é se isto vai complicar a organização do próximo ano, o país vencedor terá menos tempo para organizar e até não haver uma vacina este surto epidemico pode-se repetir em 2021

      Eliminar
  6. Anónimo22:12

    Coitada, a Holanda vai ter um prejuízo do caraças se esse plano for para a frente. Tanto investimento e esforço que não vai ter retorno. Quanto á atuação de Portugal, a RTP tem aqui uma oportunidade de ouro para mostrar que sabe o que faz.

    ResponderEliminar
  7. Anónimo22:24

    Isto vai ser engraçado para quem tanto falou!

    ResponderEliminar
  8. Anónimo22:38

    E para as votaçoes como vao fazer? So eespero que nao seja cancelada. Seria um desgosto :(

    ResponderEliminar
  9. Anónimo06:08

    Sou a favor desta solução caso não possa decorrer como previsto. É um pouco injusto sim mas sempre é melhor que a arena vazia ou o cancelamento.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo11:07

    Esta realidade que vivemos é diferente de tudo a que estamos habituados. Vivemos tempos de excepção, portanto não esperem que se tomem decisões fáceis e previsiveis. Pior ficou Barcelona em que cancelaram uma feira de tecnologia, uma semana antes, com prejuízos a asceder a mais de 400 milhões de euros. Aguardemos!

    ResponderEliminar
  11. Anónimo01:22

    Conseguiremos combater o vírus, depois virá a continuação da vida habitual, esperemos, como já disseram outras pessoas, se tudo for acalmando, com responsabilidade, se a segurança de todos estiver assegurada, vamos ter esperança, em quatro, cinco meses, por que razão não adiar para essa altura?

    ResponderEliminar