Suécia: Thorsten Flink desclassificado do 'Melodifestivalen 2020'


A emissora sueca SVT anunciou, esta manhã, a desclassificação de Thorsten Flink do lote de participantes do Melodifestivalen 2020, depois de ter sido conhecido um processo em tribunal por ameaças e vandalismo.

A menos de uma semana da segunda semifinal, a emissora estatal da Suécia anunciou a desclassificação do cantor Thorsten Flink. "Lamentamos profundamente. Queríamos muito ver o Thorsten no palco do Melodifestivalen. Mas como ele está no meio de um processo judicial, não podemos permitir a sua participação" revelou Anette Helenius, uma das responsáveis pelo concurso.

A produtora revela que tomou conhecimento do caso em tribunal, onde o cantor é acusado de ameaças e vandalismo, há poucos dias, tendo sido tomada a decisão de desclassificar o artista. No entanto, "Miraklernas tid", de Thomas G:son, estará a concurso no próximo sábado, tendo a SVT iniciado a procura por um novo intérprete para a canção.

Thorsten Flinck participou no Melodifestivalen 2012 com a banda Revolutionsorkestern em defesa de "Jag reser mig igen", canção composta por Thomas G:son. A canção, que disputou o Andran Chansen, terminou em 8.º lugar na Grande Final, tendo sido a terceira mais votada pelo público.


Estreante em 1958, a Suécia conta com 59 participações no Festival Eurovisão, sendo um dos países com melhores resultados da história com 6 vitórias no curriculum. Em Telavive, John Lundvik representou o país com "Too Late For Love", terminando em 5.º lugar com 334 pontos, tendo recebido 2 pontos do júri português.


 Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SVT / Imagem: Google / Vídeo: Youtube

Sem comentários