França: John Lundvik e Thomas G:son reagem à polémica em torno de "The Best In Me"


Thomas G:son e John Lundvik, compositores de "The Best In Me", reagiram às críticas dirigidas à escolha da canção para representar França em Roterdão.

Depois da revelação de "The Best in Me", canção representante de França no Festival Eurovisão 2020, várias entidades mostraram o seu desagrado com o refrão da canção ser interpretado em inglês e composto por suecos, com Franck Riester, ministro da Cultura de França, a ser uma das vozes mais criticas.

Thomas G:Son, vencedor do Festival Eurovisão 2012 e um dos compositores da canção, reagiu às críticas, garantindo que a decisão foi da France2. "Esta é a primeira vez que não são apenas compositores franceses e a questão do idioma é apenas e só da televisão francesa. Para mim, a canção poderia ter sido em francês. Eu amo a língua" frisou, enquanto John Lundvik garante que todas as críticas são válidas, "Todas as pessoas têm o direito de pensar o que quiserem, mas misturar factos com preferências pessoas não faz sentido. Os factos são que não é novidade nenhuma levar canções bilingue: em 2019, o Bilal Hassani também cantou em inglês e em francês".
  

França competiu por 62 ocasiões no certame europeu, tendo falhado apenas as edições de 1974 e 1982, sendo um dos países com mais sucesso na competição, com cinco vitórias no histórico (a última remonta a 1977). Vencedor do Destination Eurovision 2019, Bilal Hassani representou França no Festival Eurovisão de 2019 com "Roi". Em Telavive, a candidatura não foi além do 16.º lugar com 105 pontos, 2 deles oriundos do televoto português.


Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: Aftonbladet/Imagem/Vídeo:Eurovisiontv

5 comentários:

  1. Anónimo16:08

    Adoro uma boa polémica.....

    ResponderEliminar
  2. Anónimo18:00

    O maior problema que as pessoas têm é com a música em si e não com o idioma...

    ResponderEliminar
  3. Anónimo19:28

    a musica é gira, mas sim deveria ser cantada toda em frances

    ResponderEliminar
  4. Anónimo21:15

    Aprende rtp e convida compositores estranjeiros para o ano

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:15

      Compositores estrangeiros? HELL NO! Para que querer as sobras do Thomas G:Son ou do Andrej Babic se em Portugal há excelentes compositores?

      Eliminar