Suécia: Mais artistas confirmados no 'Hall of Fame' do Melodifestivalen


A SVT revelou, esta tarde, mais alguns dos participantes que serão homenageados no Hall Of Fame do Melodifestivalen.


Com o intuito de assinalar o 60.º aniversário do Melodifestivalen, a emissora sueca SVT criará um Hall of Fame do concurso com 48 personalidades marcantes do histórico certame sueco, com o comité de seleção a ser constituído por Christer Björkman, Anette Helenius, Christel Tholse Willers e Karin Gunnarsson, sendo que as participações nos últimos dez anos não serão contempladas.

Todos os candidatos nomeados serão convidados e homenageados no Andran Chansen do Melodifestivalen 2020, sendo que a lista será aumentada todos os anos: em 2021, a SVT criará um comité de seleção que escolherá 18 candidatos que serão colocados à votação do público, com os 6 mais votados a entrar no Hall of Fame.

Conheça, de seguida, os mais recentes confirmados:

Apresentadora de três edições do concurso, Lena Philipsson conta também com seis participações no Melodifestivalen: quatro enquanto intérprete e duas enquanto letrista. Das quatro participações, Lena Philipsson conta com um quinto lugar (1987), dois segundos (1986 e 1988) e uma vitória (2004). No Festival Eurovisão, "Det gör ont" foi apresentado como "It Hurts" e alcançou o 5.º lugar com 170 pontos, o melhor resultado sueco de 1999 a 2011.


Os After Dark fizeram a sua estreia no Melodifestivalen em 2004 com "La Dolce Vita". A canção ficou no terceiro lugar na Grande Final, mas tornou-se num dos sucessos do ano na Suécia. Em 2007, o grupo ficou-se pela semifinal com "(Åh) När ni tar saken i egna händer", algo que se repetiu em 2016 com "Kom ut som en stjärna".



Sara Dawn-Finer foi considerada, pela SVT, como a "rainha das baladas" do Melodifestivalen, alcançando um lugar no Hall of Fame do concurso, que não contempla as participações dos últimos anos. A estreia da cantora aconteceu em 2007 com "I Remember Love", tendo terminado em 4.º lugar, mas tornando-se na canção mais ouvida do ano. Em 2009, a cantora regressou ao concurso com "Moving On", onde terminou em 6.º lugar e voltou a ter a canção mais ouvida do ano.


A letrista Ingela Birgitta "Pling" Forsman foi também nomeada para o Hall of Fame pelas suas 38 (!!) participações no Melodifestivalen entre 1981 e 2009, destacando-se três canções vencedoras: "Bra vibrationer" (1985, 3.º na Eurovisão), "Se på mig" (1995, 3.º na Eurovisão) e "Kärleken är" (1998, 10.º na Eurovisão).


 O cantor Magnus Uggla também entra no Hall Of Fame, com a SVT a destacar que "mesmo um último lugar pode levar à imortalidade", com referência à sua participação em 1979 com "Jonny the Rocker", canção que ficou em último lugar... mas que se tornou num dos maiores sucessos de sempre. Em 2007, o cantor regressou à competição com "För kung och fosterland", tendo sido eliminado no Andran Chansen.

Recorde, de seguida, todos os nomeados do Hall of Fame:
9. Lena Philipsson
10. After Dark
11. Sarah Dawn-Finer
11. Ingela Birgitta "Pling" Forsman
12. Magnus Uggla
Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: SVT / Imagem e Vídeo: Eurovision.tv

Sem comentários