[ZONA DE DISCOS #110] Alfred García - "1016"


Todas as semanas no ESCPORTUGAL, a crítica aos álbuns editados por artistas que participaram no concurso Eurovisão da Canção e/ou seleções nacionais ao longo dos anos. 
Esta semana, a análise recai no mais recente disco de Alfred García.
O responsável da rubrica é Carlos Carvalho.


Lançamento: 14 de dezembro de 2018
Nota: 7,5/10

Parece que a dupla espanhola que representou o seu país na Eurovisão lisboeta está disposta a fazer da sua passagem pelo maior concurso de música uma simples nota de rodapé na sua carreira, pelo menos, a julgar pelos últimos álbuns de Amaia e Alfred, determinação parece não faltar.
Enquanto “Tu canción” foi estranhamente bem sucedida na tabela de vendas espanhola – “Operación Triunfo” meets namoro infanto-juvenil parece ter um efeito avassalador - , a longo prazo cremos que não irá deixar marca. Mas talvez cientes que nem uma hipotética “España ganadora”, por si só, faz uma carreira, a única alternativa que resta é trabalhar, trabalhar e trabalhar. Foi isso que o par açucarado 2018 decidiu fazer e os resultados não podiam ser mais satisfatórios a nível de vendas.
“1016” conta já com certificação de ouro e apresenta um trabalho que em termos de marca artística poderá ser entendido como o primeiro de Alfred García. Em termos sonoros, o álbum abraça o soft rock de inspiração britânica em nuances retro, muito à semelhança da primeira aventura a solo de Harry Styles, em 2017.
Melodias pujantes onde as guitarras e trompetes assumem papel predominante em grande parte do alinhamento. Mesmo o lado mais electrónico em “Wonder” ft. Pavvla, ou algo mais parecido com um “tradicional” rock espanhol (em sentido pejorativo), tira o sentido de coesão a “1016”.
Ao analisar as letras, é, contudo, impossível deixar passar a estranha opção por uma espécie de manual geográfico, dado que Alfred presta odes a Madrid, Barcelona e Sevilha (todas com direito a título de canção). O artista espanhol decide viajar e dá, assim, origem a um outro título, Londres, e no tema #5 canta, de modo mais anónimo, uma outra cidade, “La Ciudad”.
Em jeito de resumo, Alfred pisca o olho ao rock, mas não esquece refrões orelhudos em formato pop. “De la Tierra hasta Marte” espelha bem essa intenção musical. Para já, a aposta está ganha.

Temas promocionais
" De La Tierra Hasta Marte”

“Wonder “ ft. Pavvla   

“Londres”

Temas destacados por Carlos Carvalho

“De la Tierra hasta Marte”, “Volver a Empezar” e “No cuentes Conmigo” ft. Carlos Sadness

Alinhamento
De la Tierra hasta Marte
Que nos sigan las Luces
Londres
Wonder ft. Pavvla
La Ciudad
1016
Madrid
Barcelona
Et vull veure ft. Amaia Romero
Volver a Empezar
Sevilla
No cuentes Conmigo ft. Carlos Sadness
Lo que puedo dar
Por si te hace Falta
Let me go ft. Santi Balmes
Himno del Prat

 

A ver

QUE NOS SIGAN LAS LUCES - Alfred | OT 2017 | Gala Eurovisión

 
Pode ouvir o disco AQUI.

Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: OPINIÃO CARLOS CARVALHO / Imagem: GOOGLE / Vídeo: YOUTUBE

Sem comentários