ESC2014: Concorrência arrasa audiências da RTP1


A final do Festival Eurovisão, transmitida ontem pela RTP1 em direto, foi completamente fulminada pelos programas da SIC e TVI transmitidos à mesma hora.


A final do Festival Eurovisão (ESC2014) foi vista por uma média de 541.500 espetadores, representando 5.7% de rating e 13.5% de share. Os programas da concorrência tiveram o dobro dos espetadores cada um: Na SIC a estreia de "Sabadabadão" foi seguida por 1.026.000 (25.8% de share e 10.8% de rating) enquanto "Masterchef" na TVI foi visto por 1.187.500 espetadores.

Os programas da TVI e SIC foram, respetivamente, 1.º e 2.º mais vistos do dia entre todos os canais, enquanto o ESC2014 foi o 11.º programa mais visto.


Esta e outras notícias também no nosso Facebook. Visite já!
Fonte: A TELEVISÃO / Imagem: RTP

29 comentários:

  1. Anónimo15:08

    Que tristeza :(

    ResponderEliminar
  2. Anónimo15:13

    A RTP merecia ter ainda menos audiencias

    ResponderEliminar
  3. Anónimo15:15

    Cruzes! O desinteresse é cada vez maior! É triste!

    ResponderEliminar
  4. Anónimo15:17

    A RTP é uma vergonha, enquanto que noutros países a eurovisão explode nas audiências, aqui é a miséria do costume. enfim, culpa da própria RTP como também dos espectadores que preferem novelas e programas pimba ao maior espetáculo televisivo europeu. Acho que até os australianos têm mais interesse nisto que os portugueses ...

    ResponderEliminar
  5. Anónimo15:33

    Era normal Portugal não ia estar presente as pessoas não viram , se tivesse ido a final podia ter mais audiências

    ResponderEliminar
  6. Anónimo15:55

    Já se sabia que a concorrência seria fortíssima.... e ainda por cima Portugal nao estava na final nem a canção foi muito bem recebida pelos portugueses.

    Pede-se mais da rtp....mais ambição, mais empenho! Infelizmente ano após ano este pedido repete-se e nada muda consideravelmente.

    Lamentável foi também a última reportagem do telejornal de ontem antes da final....aquela reportagem é só mais um indicador do motivo pelo qual Portugal ainda nao triunfou no concurso. Foi de um mau gosto atroz....

    Primeiro revelaram a visão de passado e saudosista de que antigamente é que as canções eram boas e grandes sucessos em toda a Europa e Mundo e que hoje as canções nao fazem sucesso e o festival é só tecnologia ao desbarato. Enfim, é mesmo desconhecimento, a maioria das canções do eurofestival são grandes sucessos nos seus paises e muitas delas são sucesso em muitos paises da europa...atingindo os tops de vendas. Se em Portugal nao são talvez a culpa seja da rtp!

    Depois dizem que a cada ano o que fica do festival é tudo menos a música e que se vence por tudo menos pela música...dando um grande destaque a Conchita. Um canal publico a passar uma mensagem um nadinha de preconceito!?

    ResponderEliminar
  7. Não desanimem...! Ainda há uma esperança. :-)

    Para o ano, já lá não teremos o Poiares. PODE SER QUE... tenhamos alguém bem mais interessado no ESC do que ele.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo16:15

    caso para perguntar: "uá uá ué uá ué?!?"

    ResponderEliminar
  9. A RTP simplesmente não aposta em promover a eurovisão e isso vê-se ao longe...

    ResponderEliminar
  10. hum mesmo assim não me parece.... talvez mais umas 100 mil de pessoas se portugal tivesse na final... mas cá para mim, a RTP cada dia que passa, perde mais audiências... em tudo o tipo de programas.. e também os canais privados tem trazido bons programas, tal como o risingstar que é inovador.. e a rtp muitas das vezes já repete o que os canais privados fazem.. a RTP devia trazer mais inovação.. já que nós todos pagamos para a ter... nós publico, precisamos de inovação..

    ResponderEliminar
  11. Anónimo16:38

    é ridiculo como perdemos contra programas tão fracos..

    ResponderEliminar
  12. A fraca audiência da RTP não foi culpa da SIC nem da TVI. A fraca audiência deve-se acima de tudo à "insignificância" da canção representante de Portugal este ano. É preciso um povo orgulhar-se dos seus representantes para seguir o seu percurso. No caso deste ano (e atrevo-me a acrescentar: à semelhança dos últimos), a melodia é medíocre, a letra pobre e a voz da artista não atinge sequer os padrões mais baixos da excelência. É preciso muito mais do que uns meninos coreografados com tambores para ganhar prémios (podem distrair o espetador, mas não o tornam estúpido o suficiente...) Atuações como estas vê o país diariamente e mais ao fim de semana no "Portugal no Coração", no "Portugal em Festa" e tudo o mais.

    De tanto fazermos arraiais achamos que tudo é um arraial. O Festival da Eurovisão não é um arraial. Enquanto acharem que é, fiquem certos que Portugal continuará a ser derrotado.

    ResponderEliminar
  13. Anónimo17:01

    Falta muita promoção ao festival, isso sim

    ResponderEliminar
  14. Anónimo18:36

    Olha Marta, faz tu uma música que vença a Eurovisão e vai dar banho ao cão! Não há pachorra para a crítica fácil de quem não faz pívea e manda bitaites cheia de presunção e água benta.

    Alguns fans deste site enviaram propostas mas no fim de contas viu-se o resultado: nenhum deles fez melhor.

    Criticar é fácil! Culpar a RTP é fácil. Eu se trabalhasse na RTP já teria perguntado aos compositores nacionais se só sabem fazer músicas para o meio da tabela... no máximo! A RTP não compõe músicas.

    Eu tenho muito orgulho nos nossos representantes de 2014! Produziram o maior show cénico em 48 anos de presença nacional, com uma música que foi 6° lugar no televoto... Má não é a música, não: má és tu.

    Eu vejo as coisas ao contrário: não é a música que é má (o resultado do televoto assim o demonstrou, a não ser que não saiba ler um gráfico) são os júris que ou têm mau gosto e liquidaram a canção, ou receberam instruções para as liquidar (foi um comportamento generalizado).

    As pessoas gostam muito de dizer que têm direito à opinião: mas têm elas formação para tal? Têm elas as qualidades necessárias para tal???

    Allôôô???

    Rui Neiva

    ResponderEliminar
  15. Anónimo18:45

    Se Portugal tivesse na final , de certeza que tinham mais audiências.
    Talvez as coisas mudem para o ano pois o Poiares vai sair e espero bem que venha alguem com interesse e que saiba o que é o ESC atualmente.

    ResponderEliminar
  16. Rui Neiva desculpa-me a frontalidade, mas a canção portuguesa este ano era fraquíssima. Amigos meus de Strasbourg gozaram literalmente com a nossa canção deste ano. Até mesmo os emigrantes criticaram a canção, logo não poderíamos pensar numa passagem à final. Quanto ao aspecto cénico, desculpa-me mas não concordo contigo, não gostei dos leques com a Sabrina e não gostei das bandeiras deste ano. Mas gostos são gostos, e afirmo mesmo que o pior foi a canção. A suzy foi uma simpatia e uma elegância, os únicos aspectos positivos desta representação.

    ResponderEliminar
  17. Anónimo00:18

    @ 23:31 - Olhe ó Manecas... meio mundo anda a gozar literalmente com a canção da áustria e ela ganhou. Vái lá dizer isso aos seus amigos austríacos. A vossa conversa já mete nojo. Tenho amigos no estrangeiro EM V´ARIOS PA´ISES que reclamaram a presença da canção portuguesa na Final por a terem achado muito bonita; e assim que saíram os resultados a primeiríssima coisa que fizeram foi consultar as votações porque queriam saber quem tinha liquidado a canção; e até me informaram correctamente (soube por eles) que não tinha sido o televoto a causa.

    Párem de tentar convencer-me a mim que vocês são os donos do bom gosto porque não são! E espero bem que o Emanuel volte ao Festival da Canção, porque provavelmente serei eu a ir buscá-lo de tal modo o equilíbrio tem de ser reposto.

    E a gozar a gozar, até com a da Polónia se goza, o que levou alguns internautas estrangeiros a chamar a este concurso "eurosexualvisão"...

    Mas voltando ao gozo sobre a canção do país dos seus amigos pode contar-lhes o que os estrangeiros dizem na net: que a áustria tem um problema com os pelos. Depois de um homem com o bigode minúsculo veio a mulher de barba... lol Pois, o homem do bigode minúsculo também era de lá, de facto... Hmm o país das valsas e das Sissis esconde muita podridão; é melhor nem lembrar, nem mexer. ;)

    Curiosamente, na canção francesa dizia-se que se queria um bigode... a temática dos pelos no CEC deste ano. Mas o cantor francês já afirmou que o que lhe fez falta foi uma barba, mesmo! lol

    Ena pá, o televoto a indicar 6° lugar para Portugal e estes tipos a baterem na mesma tecla que a canção era fraquîssima! Caramba! Os júris é que eram nulos! Estas minorias barulhentas... Hmm Mas você compreendeu o gráfico das votações, Manecas??! Começo a duvidar da sua capacidade interpretativa, francamente.

    Rui Neiva

    ResponderEliminar
  18. Para o ano José Castelllo Branco com Catarina Pereira, Zana, Rui Andrade e Raquel Tal no coro.

    ResponderEliminar
  19. Anónimo04:53

    As reportagens q passam no fim do Telejornal a lembrar o q o ESC era com os ABBA e etc mostram q a RTP ainda tá no século passado do ESC, e quer à força toda lá continuar, ou quase. Aos poucos tem percebido q há mto +, e exemplo disso foi toda a evolução de Portugal este ano até à atuação em Copenhaga. Mas tem de passar isso pró seu espetador.

    Agora o ESC é luz, cor, movimento, inovação tecnológica, criação, representação e a música é o meio... são variáveis demais pra RTP assimilar e tlvz os portugueses tb, pq o q a RTP continua a teimar em mostrar 1ESC do passado, q tem a sua importância, mas já n existe.

    Depois admiram-se das audiências baixas, depois admiram-se dos maus resultados, depois admiram-se da votação pra Portugal, depois admiram-se... enfim, podia estar aqui o dia todo!

    Mas o q me admira mais é q mtos profissionais do meio em Portugal n veja o ESC como uma fonte pró seu trabalho: luzes, realização, inovação, tecnologia, cenografias, coreografias, som, etc... e a forma como se combinam tds estes elementos pra fazer 1espetáculo persuasivo. E depois temos as produções q temos nos grande eventos, q são mto pobres comparadas com o q se faz nas tvs dessa Europa fora. Até mesmo galas como os Lumens ou os Globos de Ouro, são paupérrimas em termos de criação de palco com luzes, cor, coreografia e por aí adiante.

    Por isso, a RTP tem de apelar a este novo conceito do ESC. Convertam-se ao novo ESC, 1assombro de espetáculo audiovisual q mtos ou quase tds os profissionais do meio em Portugal deviam ver. A adicionar a isso, o grande espetáculo de entretenimento e representação q se vê. Pq n querem saber ou a RTP n promove essa faceta, continuamos a ter e a ver td como dantes, mas já n é assim. Tb pq o ESC n é referência nem prós profissionais do setor, continuamos com desenhos de luz deprimentes na tv portuguesa (q o FC foi exemplo qdo podia ter sido tão bom!), espetáculos cénicos pouco ricos, ritmo de programa abaixo do ritmo cardíaco, etc, e só se vingam pondo aos magotes música pimba, com umas luzes a rodar, uns planos ainda há "Big Show SIC", e chega! Tá feito!

    Há mta coisa pra mudar se algum dia quisermos ganhar o ESC!

    ResponderEliminar
  20. Anónimo09:18

    Concordo com a Marta. Para se ver um programa, temos de ter orgulho do cantor/música que nos representa.

    ResponderEliminar
  21. Anónimo10:32

    Eu tenho muito orgulho na equipa que nos representou em Copenhaga. Parabéns! Voltem sempre!

    ResponderEliminar
  22. Olhe Rui Neiva, não fui mal educado e interpretei muito bem, o televoto resultou ( não que seja um bom resultado numa semi a 6 ª posição) pela simpatia da Suzy. Sim ela foi extremamente profissional e elegante. A musica desculpa-me acho-a horripilante e nem com todos os arranjos posteriores se tornou audível. Veja a quantidade de não likes que a canção reuniu . Não fui eu que comentou às 01.56 e 58. Vivemos em democracia, e continuo afirmar a canção era fraca, bem como a apresentação.

    ResponderEliminar
  23. Rui Neiva, não se passe nem post coisas com o meu nome. Aceite as coisas como elas são. Este ano não foi consensual a vitória desta canção. Acha que quem se manifesta é apoiante da Catarina? Não sou. Não fui, defendo apenas que a RTP tem que apostar na qualidade das canções que envia ao ESc. Isto porque quando tem qualidade elas passam à final. Não se queixem dos juris, nem comecem a colocar defeitos em todos os interpretes que participaram este ano. As canções com qualidade estão no top 5.

    ResponderEliminar
  24. Portugal bem que poderia ter ganho... :(

    ResponderEliminar
  25. Basicamente concordo com tudo o que phoi dito. _**_

    ResponderEliminar
  26. Anónimo16:29

    Entendam uma coisa quem critica a canção....critica porque ela realmente era má ( por favor, não me venham dizer que era a melhor canção de Portugal em 48 anos na eurovisão....nem a melhor apresentação!)

    Ninguem critica a canção porque a Catarina não ganhou.....a Catarina e a sua música já passaram à história...já ninguem se lembra! E eu era apoiante dela! Não ia ter um resultado substancialmente melhor do que teve a Suzy....se Israel e Estónia não tiveram a Catarina tb não teria.

    Agora "Quero ser tua" está no bottom das piores canções portuguesas no ESC. Pior no século xxi só os Homens da Luta, as Non Stop, os MTM e talvez os 2B. A canção melhorou mas era má....e logicamente já se sabia que o júri ia ceifar com toda a justiça a canção (mas nunca pensei que fosse tanto!).

    Para gaudio de alguns deviam reparar no que disse o Emanuel em alguns entrevistas pós- FC, onde ficou evidente que não sabia da existência de júri no ESC (que não existia em 2007.....último ESC que ele deve ter visto na vida a avaliar pela sua canção!)

    ResponderEliminar
  27. Anónimo23:48

    Olhe Manecas, você é apoiante de quem quiser, que tenho eu a ver com isso, por minha fé. Mas não havia qualidade superior nem à Suzy nem a "Quero Ser Tua" no FC 014. A cantora demonstrou no estrangeiro a alta qualidade vocal de que é dotada; a música era a melhor do concurso. Apesar de eu gostar muito da canção da Zana reflecti e pareceu-me ser menos poderosa do que a vencedora cheia de mérito.

    Não gosta de leques? Talvez prefira biombos em forma de sol... Não gosta de bandeiras? Deixe lá... são trapos...

    Mas então não estou a ver a alta qualidade das outras canções do FC 014. Vai ter de puxar por uma pauta mesmo.

    Imagino que deve ter gostado de "I Will Be Popular" com que a Suécia nos presenteou há una anos... Diga lá que gosta dessa, vá... só gostava que me dissesse isso, se sim se não. Talvez haja um resto desses comentários seus na altura por aqui escondido noutra página...

    ;)

    Rui Neiva

    ResponderEliminar
  28. Anónimo23:53

    Muito orgulho na equipa que nos representou em Copenhaga. Parabéns! Voltem sempre!

    Emanuel, prepara a próxima! ;)

    ResponderEliminar