Israel: Decorreu primeira reunião entre a IPBC e a UER/EBU com vista à Eurovisão 2019


A televisão nacional de Israel IPBC e a EBU/UER reuniram na passada semana pela primeira vez para discutirem o dossier Festival Eurovisão da Canção 2019.

Representantes da União Europeia de Radiodifusão (UER/EBU) deslocaram-se, pela primeira vez, a Israel para reunirem com a televisão nacional do país, a IPBC, com vista ao Festival Eurovisão da Canção do próximo ano (ESC2019). Os detalhes da reunião não foram revelados, aliás, são poucos os ecos escritos pela imprensa europeia sobre o assunto. O próprio site oficial da Eurovisão não publicou qualquer artigo. A rara exceção foi o site eurovision.de, ligado à televisão alemã ARD.

Tal como acontece todos os anos, a primeira reunião é mais uma "troca de cumprimentos" e a definição de um primeiro esboço de cronograma de atividades. A UER terá afirmado, segundo a nossa fonte, que foi aberto um "franco e positivo" diálogo, esperando "que a equipa de Israel se desloque à sede da EBU/UER, em Genebra, no próximo mês de julho".

Quando questionado, pelo eurovision.de, sobre a segurança em Israel como país anfitrião do Festival de 2019, o supervisor executivo do festival Jon Ola Sand respondeu: "Todos os anos, as autoridades nacionais assinam um contrato com a EBU, garantindo que uma série de aspetos importantes são assegurados, incluindo a segurança de todos aqueles que irão participar no evento. Nos últimos 20 anos, o Festival decorreu em 17 países diferentes, incluindo em Israel, com alguns destes a enfrentarem desafios muito específicos".

No seguimento da vitória de Netta Barzilai em Lisboa no passado mês de maio, têm sido proferidas diversas declarações por responsáveis políticos de Israel, bem como da própria artista vencedora do festival de 2017, defendendo a realização do evento em Jerusalém. Eurovision.de questionou Ola Sand sobre este assunto, tendo a resposta sido a seguinte: "A EBU irá discutir na próxima reunião com a IPBC qual a cidade anfitriã, a arena e as datas de realização do Festival de 2019". Numa reunião anterior, esta questão já tinha sido colocada, tendo a UER/EBU prontamente afirmado que nenhuma decisão foi tomada, tal como publicámos AQUI.

A confirmar-se o ESC2019 em Israel, já estão anotadas as datas provisórias do evento, podendo ocorrer a 14, 16 e 18 de maio de 2019. A UER/EBU poderá querer evitar a primeira semana de maio por coincidir com a comemoração anual do Holocausto, a segunda semana por coincidir com o 71.º anivrsário da criação do Estado de Israel, bem como as competições europeias de futebol da Liga Europa e Liga dos Campeões de 7 a 9 de maio. 


 Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: EUROVISION.DE / Imagem: GOOGLE 

4 comentários:

  1. Anónimo17:07

    nao gosto de ver a bandeira portuguesa no micro de cristal a ir para a delegação de Israel...enfim

    ResponderEliminar
  2. Anónimo17:23

    Nem eu...A ideia que fica é que a primeira vez que organizamos o festival passamos o trofeu a um país conflituoso e constantemente em guerra, em contraste com o nosso paí, que é um país pacífico

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo21:50

      Mas isso não tem nada haver , ela ganhou não foi por causa de Portugal mas Sim por conta dos europeus todos

      Eliminar
  3. Anónimo03:50

    Santa ignorância...

    ResponderEliminar