[AO VIVO] Luís Figueiredo apresentou novo álbum em Coimbra

O pianista e compositor Luís Figueiredo apresentou, em Coimbra, "Kronos/Penélope", um disco diverso, com o jazz como denominador comum e que tem a ideia do tempo como fio condutor. O ESCPORTUGAL esteve no Convento de São Francisco. 

A sala de concertos do Convento de São Francisco apresentou-se de forma inesperada e inusitada: para a apresentação de "Kronos/Penélope", o mais recente disco de Luís Figueiredo, banda e público estavam todos literalmente no palco! Desta forma, a lotação da sala foi limitada e as duas centenas de pessoas presentes puderam desfrutar de cada nota tocada e cantada.

Luís Figueiredo já tinha dois discos no curriculum, mas ter sido o arranjador da canção “Amar pelos dois”, vencedora do Festival Eurovisão da Canção 2017, tornou-o mais conhecido do grande público. "Kronos/Penélope" é o seu terceiro álbum de originais, na realidade com dois discos que incluem um total de 23 composições à volta da ideia do tempo. Se nos seus primeiros discos (‘Manhã’ de 2010 e ‘Lado B’ de 2012) Figueiredo revelou-se um pianista com todas as qualidades, neste novo álbum apresenta música improvisada, mas outra totalmente escrita e erudita. Ouvimos em Coimbra canções com caixas de ritmos, baladas ternas e até pop-rock, eletrónica e um tema ‘country western’. Este disco é, por isso, diverso em termos de instrumentação e arranjos. Mais do que a combinação ou o cruzamento de estilos, o reportório reflete a assimilação de linguagens sem compromisso de pertença a géneros predominantes. As composições e arranjos são todos de autoria de Luís Figueiredo, à exceção de um tema do guitarrista norte-americano Bill Frisell e de uma adaptação "para a forma de canção" de um estudo de Chopin para piano.


Durante 90 minutos, saltou à vista (e ao ouvido) a presença de Rita Maria, uma das propostas nacionais de jazz mais aclamadas. A singularidade expressiva e a versatilidade da sua voz foram o veículo ideal para as belíssimas canções do álbum. Para além de Rita Maria, Luís Figueiredo fez-se acompanhar em Coimbra com os músicos Diogo Duque, Mário Franco, Ajda Zupančič e Bruno Pedroso. 


Luís Figueiredo, nascido em Coimbra em 1979, além dos álbuns originais, editou já uma dezena de discos enquanto pianista ou produtor, com artistas como João Hasselberg, Luísa Sobral, Sofia Vitória, Jorge Moniz, Cristina Branco, Elisa Rodrigues, Mário Franco ou Ana Bacalhau.

Alinhamento do concerto:
1. Tous les matins du monde
2. Tomorrow or today
3. Amargas cores do tempo
4. La vida se gasta
5. Retrograde amnesia I
6. A song for the ages
7. Morte e renascimento
8. Throughout
9. Retrograde amnesia II
10. Penélope
11. Love songs don’t grow old
12. For old times’ sake
13. Retrograde amnesia III
14. Zaira/Amanhãs 



Esta e outras notícias também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL /Imagem: ESCPORTUGAL

Sem comentários