Compositor e pianista, Luís Figueiredo é o autor dos arranjos de “Amar pelos dois”, canção interpretada por Salvador Sobral de autoria de Luísa Sobral e que irá representar Portugal na Eurovisão. Em entrevista com o ESCPORTUGAL poucas horas depois de chegar de Berlim, Luís Figueiredo fala da surpresa de ver “Amar pelos dois” ganhar o Festival da Canção. 

Luís Figueiredo, 37 anos de idade, confessou ter ficado “muito surpreendido”  pelo facto da canção “Amar pelos dois” ter obtido o prémio maior do Festival da Canção. “Nunca na vida pensei que iria ganhar”, afirmou em entrevista esta noite com o ESCPORTUGAL. “Pensámos que a vencedora seria uma canção com outro arranjo, com outra mensagem, mais festivaleira”, sublinha, falando em seu nome e de toda a equipa que compôs a canção, que tiveram o mesmo pensamento em todo o processo criativo. “Achei que a canção que a Luísa Sobral fez, mais o meu arranjo, não tinham a ver com o modelo de festival”, repetiu. “Fizemos simplesmente uma balada de amor”. Considera, por isso, um “bom sinal” uma canção com esta estrutura ganhar o Festival e representar Portugal na Eurovisão.

Muitos são aqueles que pensam que entre o compositor e o intérprete não existe ninguém. Enganam-se! O arranjador é uma peça fundamental na construção de qualquer canção. “O arranjador é por vezes uma figura obscura”, sintetiza, com um sorriso, Luís Figueiredo. Não foi esse o caso da parceria encetada para esta canção. “Eu já tinha trabalhado com a Luísa Sobral, por isso aceitei de imediato o convite”. Figueiredo fez os arranjos e a produção do álbum “Lu-Pu-I-Pi-Sa-Pa”, trabalho de Luísa Sobral publicado em 2014 direcionado sobretudo para o público infantil.

Perguntámos como é que este “Amar pelos dois” chegou até si. “A Luísa contactou-me antes do Natal dizendo que tinha sido convidada para participar no Festival da Canção. Eu já sabia que o modelo desta edição era diferente. Enviou-me a maqueta de “Amar pelos dois”, cantada e tocada pela Luísa à guitarra, que é normalmente a forma como a Luísa compõe. Então – continuou – a Luísa tinha a ideia de um arranjo para cordas. Começámos, assim, a trabalhar afincadamente nesse objetivo". No caso, a escolha recaiu no Quarteto Arabesco nas cordas, um quinto elemento contrabaixista e o próprio Figueiredo ao piano.

Para fazer um bom arranjo é necessário um grande conhecimento musical. Para além de formação em piano na Universidade de Aveiro e no Conservatório de Música de Coimbra, Luís Figueiredo trabalha profissionalmente na área da música desde 2004. Tem dois discos publicados em nome próprio e outros três em dueto. Trabalha regularmente com Cristina Branco, fazendo parte há um ano da sua banda. Aliás, acaba de chegar da Polónia e da Alemanha onde protagonizou concertos com a cantora. 


Luís Figueiredo assina também vários discos na área do jazz contemporâneo em nome próprio ou integrado no projeto “Songbird” com João Hasselberg, dedicado exclusivamente à interpretação de temas bem conhecidos do cancioneiro pop universal. Luís acompanha ainda, como pianista ou teclista, nomes como Ana Bacalhau. Ao longo do seu percurso como pianista e compositor, já tocou com nomes diversos, como é exemplo Sofia Vitória, representante de Portugal no Festival Eurovisão 2004, nomeadamente no álbum “Palavra de mulher”. 



Luís Figueiredo também produziu o último álbum de Sofia Vitória ECHOES.




Após a primeira semifinal do Festival da Canção, onde “Amar pelos dois” se deu a conhecer, as reações e as mensagens foram mais do que muitas. “As reações foram ótimas e muito diversas… fiquei e ainda estou surpreendido! (risos). Eu não estava fisicamente no festival, mas a Luísa ia-me dizendo por mensagem que muita gente perguntava quem tinha feito o arranjo. Após a vitória, então, chegaram mensagens de todo o lado". 

Agora que já tem o Festival da Canção no seu curriculum, perguntámos se Luís Figueiredo ficou com vontade de participar no futuro como compositor. “Não tenho um particular apelo”, respondeu. “Gosto muito de compor, mas não sou fã de uma ideia de concurso… isso tira-me a motivação”. Contudo, “fazer arranjos, e em particular de ‘Amar pelos dois’, deu-me um gozo bestial”. 



Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: VERA MARMELO / Vídeo: PALAVRA DE MULHER e ECHOES - PEDRO ESTEVÃO SEMEDO

11 comentário(s):

  1. Anónimo22:59

    Ai insuportável esta ideia de "ai concursos... não sou fã".

    Esqueçam o concurso.... façam simplesmente uma canção honesta que dignifique o vosso trabalho e a música portuguesa.

    A Luísa fez isso e deu-se bem. Diga-se... todos os compositores fizeram isso!

    ResponderEliminar
  2. Rui Ramos23:07

    Obrigado escportugal por nos darem a conhecer o arranjador desta canção, tão ignorados que são quase sempre

    ResponderEliminar
  3. Anónimo23:30

    Fez um arranjo brutal!!! Parabens

    ResponderEliminar
  4. Anónimo23:37

    Não há canções festivaleiras!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo23:40

    Um excelente trabalho. Parabéns! O Festival a reganhar prestígio.

    ResponderEliminar
  6. Essa coisa das ''canções festivaleiras'' já me irrita... as pessoas querem é qualidade, chega de mofo!

    ResponderEliminar
  7. Pedro Carvalho00:36

    Adoro a Sofia Vitória. Estive na Casa Fernando Pessoa a assistir ao lançamento do Echoes. Excelente trabalho com assinatura do Luis Figueiredo. A mesma qualidade passou agora para "Amar pelos dois"

    ResponderEliminar
  8. Este absurdo do conceito "festivaleiro" já irrita. O evento chama-se "Eurovision Song Contest". Não é por chamarmos a selecção da música portuguesa de Festival da Canção que se andam à procura de músicas "festivaleiras". E nem sei o que isso significa. Que raio é um tema "festivaleiro"?

    ResponderEliminar
  9. Anónimo11:02

    "não sou fã de uma ideia de concurso" = medo de perder

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pedro Carvalho16:31

      Se assim fosse, nao teria concorrido desta vez. LOL

      Eliminar
  10. Anónimo00:18

    Esqueçam isso do festivaleiro... o pop comercial há muito que não dá garantias na eurovisao... Façam música de qualidade, independentemente do estilo, pois isso é o suficente...

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top