A pequena cidade de Irpin, com apenas 43 mil habitantes, tornou-se a nona cidade a manifestar interesse em sediar o Eurovision Song Contest 2017. Contudo, a falta de um local que cumpra as normas da EBU/UER poderá inviabilizar a candidatura.


Depois do encontro entre a NTU e a EBU/UER ter decorrido nos últimos dois dias em Genebra, a emissora ucraniana deverá lançar, nos próximos dias, o concurso oficial para selecionar a próxima sede do Festival Eurovisão. Contudo, depois de oito cidades terem manifestado interesse na organização, há mais uma a ponderar uma candidatura: Irpin, cidade do norte ucraniano, deverá entrar na corrida pela organização, sendo que a informação foi avançada pelo presidente da Câmara. Contudo, a falta de uma infraestrutura que cumpra as normas da EBU/UER poderá inviabilizar a candidatura, sendo pouco espectável que seja projetada a construção de um local para o evento, tendo em conta que a cidade tem apenas 43 mil habitantes.

Kiev, com o Olimpiyskiy National Sports Complex (70050), e Lviv, com a Arena Lviv (34915), são as duas cidades favoritas para sediar o Eurovision Song Contest 2017 (AQUI), apesar de ser necessária a construção de uma cobertura para que os locais mencionados possam receber o evento. O mesmo problema é partilhado pelas cidades de Dnipro e Odessa, cujos locais submetidos também necessitam de cobertura, enquanto que Cherkasy, Irpin, Kherson, Vinnytsia e Uzhhorod ainda não especificaram qual a arena que vão submeter à seleção.

Recorde, de seguida, a vitória de Jamala no Festival Eurovisão 2016:


Esta e outras notícias também no nosso Facebook e Twitter. Visite já!
Fonte: eurovoix / Imagem: Wikipedia/Vídeo: eurovision.tv

2 comentário(s):

  1. Kyiv recebeu o ESC em 2005,num recinto adequado.Porque nao voltar a organizar o ESC no mesmo local?Tem de ser sempre mais,maior e MAIS CARO?!?!

    ResponderEliminar

Temas em Destaque

 
Top