Slider

[AO VIVO] Acompanhe connosco a segunda semifinal do Festival da Canção 2022

  

Portugal continua, esta noite, a sua caminhada para o Festival Eurovisão 2022 com a segunda semifinal do Festival da Canção 2022. Acompanhe connosco toda a transmissão.


20h00 - Olá a todos! Em dia de aniversário da RTP (Parabéns RTP!!!!), a equipa do ESCPORTUGAL já está pronta para a cobertura da segunda semifinal do Festival da Canção 2022. Como no passado sábado, estaremos divididos entre o estúdio e a sala de imprensa.

20h04 - A semifinal desta noite, que terá lugar no Estúdio 1 da sede da RTP em Lisboa, será apresentada por Tânia Ribas de Oliveira e José Carlos Malato. Inês Lopes Gonçalves será a responsável pelas entrevistas aos artistas. 

20h09 - 10 canções estarão a concurso esta noite, sendo que apenas cinco conquistarão o apuramento para a Grande Final do dia 12 de março. A votação estará a cargo do televoto (50%) e por um júri (50%), que será composto por Dulce Pontes, Tatanka, Pedro Granger, Dino d'Santiago, Surma, Teresa Salgueiro e Miguel Cadete. 

20h15 - A transmissão terá início às 21:09h, na RTP 1, RTP Internacional e RTP PLAY. O concurso também será também transmitido em Espanha em três plataformas distintas: RTVE, TV Galicia e PEN TV.  

20h21 - Além das atuações dos 10 participantes, juntam-se Lena d'Água, Samuel Úria, Capitão Fausto,  e The Legendary Tigerman. Algumas destas atuações foram gravadas nos últimos dias nos estúdios da RTP. 

20h25 - Chanel, representante de Espanha em Turim, também atuará na transmissão de hoje. Esta manhã, o ESCPORTUGAL esteve à conversa com a artista e a entrevista será disponibilizada nos próximos dias nas nossas redes.

20h45 - Já estamos dentro do estúdio e na sala de imprensa... Quem está ansioso para o início da gala? 



21h12 - Começa a segunda semifinal do Festival da Canção! Começamos com o Eládio Clímaco a introduzir The Legendary Tigerman em jeito clássico!

21h18 - Eládio Climaco segue a sua viagem no tempo e inicia a introdução das canções. Segue-se Tânia Ribas de Oliveira e José Carlos Malato, que nos explicam as regras do Festival. Aproveitamos para dar os parabéns ao apresentador, que faz anos hoje!

21h21 - Inês Lopes Gonçalvez faz a primeira conexão à green room e damos então arranque ao deslife de canções!

21h27 - "Solta a voz e canta" é a primeira canção desta semifinal. Os Azeitonas apresentam uma coreografia animada e a puxar para um passinho de dança! Gostaram desta apresentação? 


21h32 - Segue-se Cubita e "Uma Mensagem Tua". A intérprete apresenta-se em palco com dois músicos, num ambiente intimista e leve, como a própria canção. Os tons de vermelho predominam e a simplicidade da apresentação em palco é evidente. Uma prestação vocal segura ainda que a cantora transmita um ar de vulnerabilidade, necessário para a canção que está a interpretar. 


21h37 - "Fome de Viagem" é a canção que se segue. Inês Homem de Melo traz-nos uma coreografia elaborada e bem pensada. É refrescante quanto vemos um artista pensar não só na qualidade da interpretação mas também na componente visual.


21h41 - Segue-se um dos favoritos desta edição do Festival da Canção. Syro apresenta-se sozinho em palco numa apresentação simples e eficaz. Excelente performance vocal e presença em palco, sem grande necessidade de outros elementos de forma a compor a atuação. 


21h46 - Os 30 são os novos 20 é o lema dos Pepperoni Passion, que se apresentam em palco ao jeito da sua canção. Vários elementos de coreografia e uma mensagem muito animada que contagiou o público e a nossa sala de imprensa!


21h50 - Regressamos à green room para falar com os artistas que já interpretaram as suas canções!

22h00 - Seguimos o desfile de canções e com Milhanas que defende a sua canção de forma segura. A simplicidade reina nesta aposta em palco. Será suficiente para um apuramento?


22h04 - Segue-se Vampiro Submarino com o seu tema groovy. Uma das apostas mais arriscadas desta semifinal. Veremos se conquista o júri e o público.


22h08 - A oitava canção a apresentar-se em palco é "Pontas Soltas" interpretada por Jonas. Uma apresentação intensa e com uma coreografia contemporânea e arrojada. Elementos de sapateado são conjugados com a interpretação de Jonas. Uma das coreografias mais elaboradas da noite.


22h13 - A penúltima canção é a de Blacci, que se mostra em palco em tons de vermelho, numa performance intimista e com a componente dramática que a canção pede. Apesar de segura existem alguns pontos a melhorar. Conseguirá conquistar a grande final? 


22h18 - Fechamos com Pongo e Tristany. Dégrá.dê é mostrada em palco com uma coreografia simples e focada nos dois intepretes. Parece-nos que a solução encontrada para o coro não é a melhor e que ficou algo a desejar... Veremos se consegue o apuramento. 


22h22 - Voltamos à green room para conversar com os artistas que acabaram de interpretar as suas canções. 

22h33 - As votações estão abertas! Quais os vossos favoritos!

22h44 - Segue-se a homenagem a José Cid com Lena D'Agua, Capitão Fausto e Samuel Úria.

23h00 - Já votaram nos vossos favoritos? 

23h04 - Segue-se a homenagem a José Cid, onde são interpretados os seus grandes clássicos. Agora podemos ouvir o seu tema 20 Anos com o próprio homenageado em palco. "Um Grande, Grande Amor" também soa no palco do Festival da Canção.

23h32 - LINHAS ENCERRADAS. Os finalistas estão decididos e vamos conhece-los dentro de poucos minutos. 

23h35 - A representante espanhola na Eurovisão 2022 está no palco do Festival da Canção para interpretar o seu tema SloMo. Fiel à apresentação na final nacional, mostrou puro espetáculo em palco.

23h40 - Vamos agora ao anuncio dos finalistas!

23h45 - E OS FINALISTAS SÃO: 

MILHANAS
SYRO
INÊS HOMEM DE MELO 
PONGO E TRISTANY
PEPPERONI PASSION

Temos então os últimos finalistas do Festival da Canção. Marcamos encontro no próximo sábado. Até lá!



Em atualização

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: ESCPORTUGAL / Imagem: Google /Vídeo: Youtube
25
( Hide )
  1. Anónimo21:25

    Ines não está nada confortável com essa roupa

    ResponderEliminar
  2. Primeiras 3
    Os azeitonas numa tentativa de lembrar outros anos do festival. Não apreciei.
    A Cubita também não me atraiu. A voz pareceu demasiado frágil.
    A Inês foi a melhor das 3. Boa interpretação e cureografia. Não aprecio muito a canção.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo21:46

    Ainda Há muito a fazer para que esta canção do Syro funcione no ESC caso venha a vencer. Faltou direção de palco para a apresentação. Largaram tudo na atuação dele e não pe assim que funciona. Lembrem da Estonia em 2013 e da Alemanha 2019.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo11:33

      Também acho. Fez-me lembrar a atuação do FF que também se apresentava sozinho, a diferença é que este último parece-me ter muito mais força neste momento para ir a Turim do que o Syro. O Syro não tem neste momento uma prestação que mereça ir a Turim

      Eliminar
    2. Anónimo19:56

      O Syro foi prejudicado pela fraca produçao de palco e as camaras. Num melfest teria arrasado porque os suecos SABEM mexer com a camara e o que funciona em TV. A RTP nao parece ter aprendido.

      Eliminar
  4. Cyro elevou a sua música. Não o conhecia bem. Um grande intérprete. Tenho pena da melodia não ser um pouco mais marcante!?!

    Os peperoni trouxeram um momento giro. Gostei do espírito.

    ResponderEliminar
  5. Anónimo21:49

    Siro! Que desilusão...que roupa foi essa? Sempre usou grandes estilos e pareceu.me o modelo da Aurea em preto e para homem. A simplicidade foi tanta que so vi o escuro...que coisa pirosa e sem sal...a.pior sem.duvidas. Nao devia passar.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo21:50

    Syro foi incrível

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:09

      Isto nao é um festival para eleger cantores fofinhos e dar espaço para as fas entrar em circuíto de euforia. Que se eleja um interprete sem falhas e cante para Portugal e nao para um grupo restrito de pessoas que sao fanáticas por A, B ou C.

      Eliminar
    2. Anónimo09:35

      foi, incrivelmente mau!

      Eliminar
  7. Anónimo22:07

    Syro nao deve passar. Muito amador a apresentacao em palco. Pareceu uma atuacao dos programas das manhãs. Foi um erro o que nos apresentou hoje. A maior desilusao da Noite.

    ResponderEliminar
  8. Anónimo22:16

    JONAS A SURPRESA!!!!

    ResponderEliminar
  9. A Milhanas esteve muito bem. Cantou muito bem. Pena faltar algo.

    O vampiro surpreendeu me pela positiva. Tem charme. Faltou um momento de diferenciação talvez.

    O Jonas foi surpresa. Não estava a espera desta originalidade. Ainda assim ficou um pouco baralhado. Talvez requeresse um auge para o final.

    A balcci também gostei. Excelente interpretação. Tudo em harmonia. Lindo.

    Os ponho e tristany excelentes na interpretação. Voz e visual. Esperava um palco mais cheio ou mais movimento, não sei... Mas quero a na final, claro.

    ResponderEliminar
  10. Anónimo22:23

    A RTP a cometer sempre o mesmo erro, melhora cosmeticamente o palco mas o próprio fio condutor do programa é demasiado previsível, os apresentadores são os mesmos todos os anos, as piadas são muito cringe e só me apetece ver as atuações e ir embora depois isso. No caso de hj só vim pelo Syro e pela Chanel, porque de resto a RTP não presta atenção aos números das audiências nem pede a estas sugestões para melhorar o festival, simplesmente estão a dar tiros nos pês e façam num palco maior, claramente favorece atuações mais intimistas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo19:55

      Um palco maior vai fazer com que as coisas fluam melhor? Oh filha, o problema são as homenagens e os péssimos apresentadores. Convidar amiguinhos para as homenagens, os mesmos de sempre, pouca gente nova, muitos boomers...convidem o profjam ou o richie campbell, não foram aos play music? é o que os jovens ouvem, não são os jose cids da vida

      Eliminar
  11. Anónimo22:25

    Pongo e Tristany muito aquém das expectativas, sobretudo por aquilo que já os vi fazerem ao vivo.
    Acho que as vozes do coro foi mesmo a pior parte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo00:51

      Concordo. Também fiquei muito desiludido. Estou muito triste.

      Eliminar
    2. Anónimo19:53

      Ah mas esperavam que arrasassem? Eu desde o Conan já não espero nada destes ''temas''

      Eliminar
  12. Depois de ver esta segunda semi final, sem dúvida Áurea ou FF para Turim .. sem dúvida alguma...

    ResponderEliminar
  13. Anónimo23:11

    Eu adoro o festival da canção e a eurovisao, mas vamos ser sinceros. Que programa chato e aborrecido.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo23:28

      Concordo. Sempre a mesma conversa, os mesmos apresentadores, homenagens da treta… haja paciência.

      Eliminar
    2. Anónimo19:52

      Pela primeira vez, não achei chato. Negar que foi dos anos mais fortes é ridiculo. Negar que a RTP se esforço e que musicos começam a trabalhar no staging? Já começa a cansar estarem SEMPRE a desmerecer o que fazemos, que o fazem lá fora é que é bom. Este ano temos um nivel optimo, vi o recap da final e nota-se. Criticam tudo mas depois quando ganhamos já mudam a opinião. Não há paciencia! A unica coisa chata são as homenagens, só isso.

      Eliminar
  14. Anónimo01:00

    Boa noite, não levem a mal, mas queria fazer aqui duas perguntas:

    1- Já alguma vez aconteceu o Hugo van der Ding dizer uma piada com graça? Donde é que saiu aquele gajo...?

    2- O Hugo van der Ding está a receber um salário para fazer... ah... não sei muito bem o que andou ele ali a fazer. Esta noite e no sábado. Portanto, está a receber um salário, certo? Como é que se arranjam empregos destes? Se é para fazer figuras deprimentes na televisão, eu também sou capaz e ofereço-me já aqui.

    Muito boa boita a todos!

    ResponderEliminar
  15. Anónimo20:13

    "Negar que foi dos anos mais fortes é ridiculo."

    Hummmm... Muito sinceramente, não me parece. Desde 2017 que o FdC tem vindo sempre a subir a subir. Algum ano tinha de descer. Foi este ano. Mas é apenas a minha opinião.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo22:15

      Humm, pois a mim, parece-me. Desde 2017 que o FDC tem vindo a evoluir muito, não é só a minha opinião, é também de estrangeiros que vão dizendo o mesmo. São SEMPRE os portugueses que falam mal e deitam abaixo. Sempre. Todos os anos se queixam das canções, portanto não venhas dizer que o nivel piorou. O FDC já desceu de ano, mas não foi em 2022, e o recap da final prova exatamente isso.

      Eliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.