Slider

Ucrânia: UA:PBC decidiu cessar a participação de Alina Pash no Festival Eurovisão 2022

 A emissora ucraniana UA:PBC revelou, em comunicado oficial, que cessou a participação de Alina Pash no Festival Eurovisão 2022. A cantora concordou com a decisão e apresentou a sua desistência nas redes sociais.


Depois do anúncio da desistência de Alina Pasha da participação eurovisiva, que foi feito pela própria nas suas redes sociais AQUI, a emissora ucraniana UA:PBC emitiu um comunicado oficial onde revelou que foi decidida a cessão da participação da artista no Festival Eurovisão 2022 numa reunião extraordinária da Comissão Organizadora do evento.

Segundo o comunicado, a decisão foi baseada no documento do Serviço de Guarda de Fronteiras datado de 16 de fevereiro sobre a inexistência das informações fornecidas pela artista à emissora sobre a viagem à Crimeia em 2015, algo que viola o regulamento do Vidbir 2022, com a UA:PBC a acionar o artigo 3.4 do mesmo, cessando a participação da candidatura no momento, com a cantora a concordar com a decisão.

No final do comunicado, Mykola Chernotytskyi, presidente da emissora ucraniana, frisou que a decisão sobre o representante do país em Turim ainda não foi tomada: "É possível que a Ucrânia seja representada pela Kalush Orchestra na Eurovisão? Sim, se o comité organizador tomar tal decisão".

Estreante em 2003, a Ucrânia conta com 16 participações no Festival Eurovisão, sendo o único país que nunca falhou o apuramento para a Grande Final, contabilizando também duas vitórias: 2004 e 2016. Em Roterdão, o país foi representado pelos Go_A e "Shum", que terminaram em 5.º lugar com 364 pontos, fruto do 2.º lugar no televoto (267) e do 9.º no júri (97). Em Portugal, a canção foi a segunda mais votada pelo público e a nona classificada no júri nacional, tendo recebido 12 pontos.

Este e outros artigos também no nosso FacebookTwitter e Instagram. Visite já!
Fonte: UA:PBC / Imagem/Vídeo: Eurovision.tv
1
( Hide )
  1. Anónimo19:26

    É verdade que ficaram em segundo lugar no Vidbir, mas a atitude que os Kalush tiveram após a derrota e a forma como utilizaram os seus fãs para atacar a Alina foi nojenta e não sei até que ponto a delegação ucraniana vai sentir-se à vontade para trabalhar com eles, eu não estaria.

    ResponderEliminar

Ideas

both, mystorymag

A NÃO PERDER...

TOP
© Todos os direitos reservados
Criado por templatezoo Personalizado por ESC Portugal - PG, 2022.